Polícia identifica assassino de sargento e apreende moto

Polícia identifica assassino de sargento e apreende moto

Autor do disparo que matou o sargento Odenil Alves, na terça-feira (28), foi identificado na noite desta quarta-feira (29). O acusado Raffael Amorim, 28, tem passagens criminais por roubo e extorsão mediante sequestro. A moto usada no assassinato do policial foi apreendida e o atirador segue foragido.

Durante as diligências investigativas ininterruptas, que contaram com apoio da Delegacia Especializada de Roubos e Furtos de Cuiabá, as equipes da Delegacia de Homicídio e Proteção à Pessoa (DHPP) localizaram a motocicleta, o capacete, botinas e uma jaqueta utilizados pelo criminoso no momento da execução.

O veículo e os pertences foram apreendidos em um endereço na rua Paraná, do bairro CPA 2, onde o autor do homicídio do policial abandonou os materiais logo após cometer o crime.

As equipes da DHPP e Derf Cuiabá chegaram à identificação do executor após análises de imagens de câmeras de monitoramento e outras diligências investigativas. Raffael Amorim de Brito tem mandados de prisão em aberto pelos crimes de roubo e extorsão mediante sequestro.

As equipes investigativas seguem com as diligências para localizá-lo e também identificar outros possíveis envolvidos no homicídio, assim como chegar à motivação para o crime.

A execução

O policial militar Odenil Alves Pedroso, de 47 anos, foi atingido por disparos de arma de fogo na tarde de terça-feira (28), quando estava próximo à Unidade de Pronto Atendimento do bairro Morada do Ouro, na capital, onde prestava serviço extraordinário. Ele estava em uma lanchonete, quando um atirador desceu de uma motocicleta, fez os disparos contra o servidor público e ainda roubou a arma do militar.

A vítima foi socorrida em estado grave, com apoio de uma aeronave do Ciopaer, ao Hospital Municipal de Cuiabá, onde foi entubada e passou por cirurgia, mas não resistiu à gravidade dos ferimentos, indo a óbito por volta das 19 horas de terça-feira.

Deixe uma resposta

error: Conteúdo Protegido