Corpos de dois jovens sequestrados e mortos são encontrados pela Polícia Civil em Juína

Corpos de dois jovens sequestrados e mortos são encontrados pela Polícia Civil em Juína

Os corpos de Rian Lucas Rodrigues Dos Santos, 22, e Jocinei Balick de Siqueira Gonçalves, 23, foram encontrados após um mês desaparecidos no município de Juína, em Mato Grosso. Eles foram mortos a mando da facção criminosa Comando Vermelho.

Segundo apurado pelo Juína News, a Polícia Civil recebeu informações de que um dos suspeitos de ter envolvimento nos homicídios estaria homiziado em uma casa na zona rural, próximo ao distrito de Terra Roxa.

Uma equipe da Polícia Civil diligenciou até a residência, mas não havia nenhum morador na casa, no entanto, algumas horas de campana, o suspeito chegou em uma motocicleta XRE 300, ocasião em que foi preso em flagrante por ocultação de cadáver e cumprido mandado de prisão em seu desfavor por uma dupla tentativa de homicídio em Juína. Após ser preso José Carlos Lourenço Filho, vulgo “Pato”, de 29 anos, resolveu colaborar com a polícia e mostrar onde ajudou a enterrar as vítimas.

O corpo da primeira vítima Rian Lucas foi localizado enterrado na estrada de Terra Roxa, bem próximo a um córrego. A segunda vítima, Jocinei Balick foi encontrado enterrado na rodovia BR 174, em direção a Vilhena, após a ponte, nas proximidades de um linhão de energia, distante cerca de 30 km, um do outro.

Ainda no local, o delegado Dr. Ronaldo Binoti Filho, falou que após as investigações a polícia conseguiu prender mais um dos envolvidos, que colaborou com a polícia indicando onde se encontravam enterrados os corpos das vítimas.

Segundo as investigações, o crime foi praticado por membros de uma facção criminosa (Comando Vermelho) contra as vítimas em decorrência das mesmas serem simpatizantes de uma facção criminosa rival denominada (PCC).

Os corpos estavam intactos e foram retirados pela perícia oficial e levados para o IML, em Juína, posteriormente serão entregues aos familiares para que em fim, possa realizar todos os procedimentos fúnebres.

As investigações continuam pela delegacia de polícia.

Em 2023, o município de Juína bateu recorde com quase 30 crime de homicídios, entretanto quase 100% já foram esclarecidos mesmo com um número baixo de policiais.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Conteúdo Protegido