Colniza(MT): Sitiante é alvo de criminosos e tem arma e munições roubadas por criminosos

Colniza(MT): Sitiante é alvo de criminosos e tem arma e munições roubadas por criminosos

Ele transportava para casa uma grande quantidade de munições e uma arma de calibre 12

Um sitiante de Colniza, residente na Linha 32, no Sítio Bragança, viveu momento de grande tensão na noite desta terça-feira, 19, por volta das 22 horas, ao ser abordado por dois indivíduos, que estavam numa moto, no km 01 da vicinal, nas proximidades da Associação Campo Verde.

Almir Rogério Brollia conta que antes de entrar na estrada vicinal, ainda na MT 206, no sentido Guariba,
desconfiou que uma moto o seguia. Ele só teve certeza quando, já na vicinal, percebeu uma aproximação
abrupta, tendo que parar o veículo que conduzia, uma Toyota Bandeirantes, branca, de carroceria de madeira.

Segundo relato feito a Delegacia de Policia Civil, assim que parou o veículo, um dos suspeitos abriu a porta, aos gritos de “Perdeu, passa, passa, passa”, indicando que ele deveria entregar o que carregava.

Caçador, atirador e colecionador, com registro de arma de fogo CAC, Almir levava para casa grande quantidade de munição, sendo 300 unidades para arma calibre 22, 120 cartuchos de calibre 12 carregados, um timer azul (cronômetro de tiro), 200 munições de calibre 40, insumos de recarga, um abafador eletrônico, documentos de armas e uma arma calibre 12.

Além das armas e munições ele teve que entregar seu aparelho celular, uma corrente de ouro maciço, que o suspeito tentou tirar a força, num primeiro momento, a aliança que tinha no dedo e sua carteira, que motivou um movimento, ao entrega-la, com reação instantânea do suspeito que o abordava. Este efetuou dois disparos em sua direção, que foram negados. Um terceiro, contudo, atingiu de raspão seu ombro direito.

O momento de terror do produtor rural ainda não tinha acabado, pois assim que foi atingido e ter se deitado no banco do veículo, numa posição de defesa, viu o suspeito se afastar, na direção da moto e efetuar três disparos, que não o atingiu, mas um deles penetrou no vidro traseiro da caminhonete. Depois que os dois suspeitos saíram, ele ainda ficou cinco minutos imóvel, antes de se dirigir à sua residência e fazer contato com a Polícia.

Fonte: Juína News

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Conteúdo Protegido