Operação conjunta PJC Colniza e PJC/RO resulta na prisão de suspeito por tráfico de drogas, lesão corporal, violência doméstica e falso testemunho

Operação conjunta PJC Colniza e PJC/RO resulta na prisão de suspeito por tráfico de drogas, lesão corporal, violência doméstica e falso testemunho

Ele foi preso em Colniza pela Polícia Civil em cumprimento a mandado de prisão em seu desfavor

Em uma ação coordenada entre as Polícias Civis de Colniza, no estado de Mato Grosso, e de Colorado do Oeste, no estado de Rondônia, foi cumprido um mandado de prisão contra o suspeito M. E. A. A. As acusações que pesam sobre o indivíduo são graves e incluem crimes de tráfico de drogas, lesão corporal, violência doméstica e falso testemunho.

As autoridades policiais receberam a incumbência de realizar o cumprimento do mandado de prisão contra o suspeito, e graças ao trabalho conjunto e eficiente das equipes das duas delegacias, o alvo foi localizado e detido com sucesso. O indivíduo estava residindo em Rondônia, onde respondia por tráfico de drogas, lesão corporal relacionada à violência doméstica e falso testemunho.

O suspeito, que havia se mudado para Colniza e estava trabalhando em uma conveniência de bebidas, foi abordado pelas autoridades e não ofereceu resistência à prisão. No entanto, ele alega que seu caso é “fácil”, afirmando ter sido sentenciado a apenas seis anos de prisão. No entanto, vale ressaltar que o indivíduo já estava sob investigação pela delegacia de Colniza por envolvimento em atividades relacionadas ao tráfico de drogas.

O cumprimento do mandado foi coordenada pelo Delegado Dr Lucas Pereira dos Santos. A operação conjunta das Polícias Civis de Mato Grosso e Rondônia demonstra a eficácia da colaboração interinstitucional no combate ao crime organizado e na promoção da segurança pública. O suspeito agora enfrentará as consequências legais de seus atos e permanecerá sob custódia das autoridades enquanto aguarda o desenrolar do processo judicial.

As investigações relacionadas ao caso continuarão em andamento para identificar possíveis cúmplices e desmantelar qualquer estrutura criminosa associada às atividades do suspeito. A prisão dele representa um avanço significativo no enfrentamento ao tráfico de drogas, à violência doméstica e a outros crimes, reiterando o compromisso das autoridades em proteger a sociedade e garantir a aplicação da justiça.

Fonte: Marcelo Guedes/Amplitude News

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Conteúdo Protegido