Foragido com histórico violento em Nova Bandeirantes tem prisão cumprida pela Polícia Civil em Cuiabá

Foragido com histórico violento em Nova Bandeirantes tem prisão cumprida pela Polícia Civil em Cuiabá

Suspeito com passagens por roubo e homicídio estava com mandado por condenação por tráfico de drogas

Um criminoso de alta periculosidade foragido da Justiça teve o mandado de prisão cumprido pela Polícia Civil, neste sábado (22.07), em uma ação conjunta da Delegacia Especializada de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) e Gerência Estadual de Polinter (Gepol).

O suspeito de 42 anos possui histórico violento no município de Nova Bandeirantes com passagens por crimes de homicídio, tráfico de drogas e roubo e chegou a ficar preso por 13 anos na cidade de Alta Floresta.

Considerado foragido, o suspeito estava com mandado de prisão por condenação em aberto decretado pela comarca de Nova Bandeirantes por tráfico de drogas e teve a ordem judicial cumprida após ser localizado em Cuiabá.

Com informações sobre o possível paradeiro do procurado, o delegado da DHPP, Caio Fernando Alvares Albuquerque em tratativa com a delegada da Polinter, Sílvia Pauluzi , iniciaram o trabalho de investigação para localização do procurado. As diligências em busca do suspeito começaram na sexta-feira (21/07) porém sem êxito, uma vez que os endereços do procurado em Cuiabá estavam desatualizados.

As equipes de investigadores começaram a buscar informações nos hospitais da cidade e neste sábado (22.07) logo  pela manhã, ao chegar no Hospital Municipal de Cuiabá, a equipe da Polícia Civil se deparou com um paciente que estava internado e ao checar a foto e o nome no sistema, foi constatado que se tratava do foragido.

Diante dos fatos, foi dado  cumprimento ao mandado de prisão contra o condenado, que passará por audiência de custódia e posteriormente será conduzido à Penitenciária Central do Estado, em Cuiabá.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Conteúdo Protegido