qui. dez 1st, 2022

A informação acusa a Justiça Eleitoral de perseguição religiosa, pois o templo havia sido interditado devido a realização de uma vigília de oração em favor de determinado grupo político.

O Tribunal Regional Eleitoral (TRE-MT) desmentiu a fake news que tem circulado em grupos de WhatsApp, que a Justiça Eleitoral teria fechado uma igreja católica em São José dos Quatro Marcos, a 343 km de Cuiabá.

A informação acusa a Justiça Eleitoral de perseguição religiosa, pois o templo havia sido interditado devido a realização de uma vigília de oração em favor de determinado grupo político.

Ainda de acordo com a gravação, a ação foi motivada por manifestações, novenas e rezas promovidas por um padre da cidade, que é vizinha de Mirassol D’Oeste.

Esclarecimento

A 52ª Zona Eleitoral do Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso esclareceu que não houve qualquer decisão judicial que determinou o fechamento de igrejas ou templos religiosos no município – e nem poderia, pois uma decisão como essa violaria o direito à liberdade religiosa, prevista no art. 5º, VI, da Constituição Federal.

A Justiça Eleitoral reafirmou o compromisso com a democracia, a transparência e a garantia da integridade na realização das eleições, inclusive com o combate à desinformação, e recomendou aos eleitores, que façam a checagem das informações recebidas e, em caso de fake news, não repassem adiante.

Jornalista e redator na Empresa O Pantanal OnLine, sob o número 0002048/MT

Qual é a sua Opinião?

Categorias