qui. ago 11th, 2022

Polícia Civil desarticula associação criminosa envolvida em furtos em canteiros de obras em Várzea Grande

Foram identificados integrantes do grupo apontados como executores dos furtos, assim como suspeitos de receptar os produtos

A | A

A Polícia Civil, por meio de investigações realizadas pela Delegacia Especializada de Roubos e Furtos de Várzea Grande (Derf-VG), deflagrou a operação Demolição com objetivo de desarticular uma associação criminosa envolvida na prática de furtos em canteiros de obras de diversas construtoras em Várzea Grande.

Nas investigações, foram identificados integrantes do grupo criminoso, que possuem passagens anteriores por crimes como  tráfico de drogas e roubos, e que atualmente atuam na linha de frente para ação da associação criminosa.

Um dos suspeitos identificados (que era monitorado por tornozeleira eletrônica, porém rompeu o dispositivo) foi preso na tarde de quinta-feira (21.07), pelos policiais da Derf-VG, no bairro Jardim Eldorado em Várzea Grande. Os trabalhos contaram ainda com cumprimento de mandado de busca e apreensão domiciliar, representação pela prisão dos atuores do furto e indiciamento de receptadores dos produtos subtraídos. Um suspeito está foragido. 

As investigações da especializada apontaram que a associação criminosa é formada por, pelo menos, oito integrantes, sendo que a liderança arregimenta os executores dos furtos, para se revezarem entre si, monitorando os canteiros de obras, com veículos diversos, principalmente motocicletas.

Para praticar os crimes, os suspeitos estudam as vulnerabilidades das construções, contratam empresas de fretes e mudanças, alegando que a obra foi embargada e que precisam retirar os materiais do local, antes do amanhecer.

Usando a desculpa para convencer a pessoa responsável pelo frete, os criminosos chegam com o caminhão-baú fretado e subtraem todos os equipamentos, desde betoneira, até materiais de construção, madeira, cimento, portas e pisos.

Nas investigações também foi identificado o proprietário de uma chácara no bairro Souza Lima, responsável por receptar grande parte dos materiais furtados de um canteiro de obra no bairro Santa Isabel. Segundo as investigações, ele pagou R$ 4 mil por materiais avaliados em mais de R$ 10 mil. O suspeito foi indiciado pelo crime de receptação.

Os proprietários de casa de construção e a população em geral devem estar alertas para não comprar produtos sem comprovação de venda e os profissionais do ramo de frete e mudança que fiquem atentos a contratações fora de horário ou situações em que o suposto cliente se recusa falar antecipadamente o local que deverá ser descarregado o material.

A delegada da Derf-VG, Elaine Fernandes de Souza, explica que a primeira fase da operação resultou na identificação dos autores do furto e na representação das suas respectivas prisões, cumprimento de mandado de busca e apreensão domiciliar e indiciamento de receptadores.

“As investigações continuam com o objetivo de identificar possíveis empresas do ramo da construção civil e lojas de materiais para construção que possam estar envolvidas nos furtos”, disse a delegada.

Jornalista e redator na Empresa O Pantanal OnLine, sob o número 0002048/MT

Qual é a sua Opinião?

Categorias