qui. ago 11th, 2022

Sete pessoas são presas pela polícia civil envolvidas em latrocínio de idoso em Juína

Logo após tomar ciência do latrocínio que vitimou o idoso João Luiz De Andrade Marques de 67 anos registrado ontem na cidade de Juína, Mato Grosso, a Polícia Judiciária Civil iniciou as investigações que perdurou toda a madrugada desta quinta-feira, e teve êxito em prender 07 pessoas envolvidas com o crime, entre elas, duas adolescentes com idade de 14 e 15 anos.

O flagrante ainda está sendo lavrado, mas em entrevista na manhã desta quinta-feira o delegado regional Dr. Marco Bortolotto Remuzzi, informou que identificou um dos suspeitos de ter participado do latrocínio que tem um mandado de prisão preventiva por ter cometido um homicídio no município de Tabaporã, além disso, os policiais encontraram alguns objetos da vítima como joias que estavam de posse do suspeito foram reconhecidos por familiares do idoso assassinado.

Segundo o delegado, outro suspeito vinha sendo monitorado pelos investigadores, sendo que um dos envolvidos que havia sido preso ainda na madrugada estava em companhia de outro indivíduo suspeito, e após os policiais saírem em diligencia até uma quitinete onde o grupo frequentou após cometer o crime de latrocínio, encontraram duas mulheres que são menor de idade, e confirmaram a participação no crime e afirmaram ser conhecedora do fato de que na casa da vítima havia joias guardadas, como também outros objetos de valor, e revelaram o nome de outros suspeitos que estavam em posse do restante dos produtos roubados.

Na manhã de quinta-feira dando continuidade na investigações, a polícia se dirigiu até uma outra residência localizando os objetos e uma espingarda de pressão, sendo conduzido 07 suspeitos para a delegacia, onde um deles revelou o paradeiro do corpo de um jovem que estava desaparecido desde quarta-feira 23 de fevereiro, bem como confessou sua participação no crime, levando a polícia civil a elucidar dois casos de crimes cometidos contra a vida, o latrocínio, o homicídio de um adolescente e o cumprimento de mandado de prisão também por homicídio.

Dos presos, 05 são executores e parte deles são de outras cidades e estado.

O delegado Marco Remuzzi disse ainda que alguns dos suspeitos além da participação em um dos crimes, foram presos em flagrante por crime de tráfico de drogas, e ressaltou que a polícia judiciária civil continuará firme no combate a todos os tipos de crime na cidade de Juína.

As diligencias e investigação  continuam durante todo o dia e o caso ficará sob comando do delegado titular da delegacia municipal Dr. André Luis Barbosa.

Flagrante em andamento

Fonte: Juína News

Jornalista e redator na Empresa O Pantanal OnLine, sob o número 0002048/MT

Qual é a sua Opinião?

Categorias