qui. ago 11th, 2022

Rússia dispara mísseis contra cidades da Ucrânia e Biden promete resposta.

Há imagens de explosões e movimentações de tanques em diferentes cidades ucranianas

A Rússia, com autorização de seu presidente, Vladimir Putin, começou uma ampla operação militar para invadir a Ucrânia na madrugada desta quinta-feira (24). Há imagens de explosões e movimentações de tanques em diferentes cidades ucranianas. Putin disse às forças ucranianas que deponham as armas e voltem para casa.

“Quem tentar interferir, ou ainda mais, criar ameaças para o nosso país e nosso povo, deve saber que a resposta da Rússia será imediata e levará a consequências como nunca antes experimentado na história”, ameaçou.

A imprensa local relata movimentações em diferentes partes do território ucraniano, inclusive na capital Kiev.

Um assessor da presidência da Ucrânia afirmou que 40 pessoas já morreram até o momento após a invasão da Rússia ao país. Oleksii Arestovich, conselheiro do presidente ucraniano, Volodymyr Zelensky, disse que, além dos mortos, várias dezenas de pessoas ficaram feridas nos ataques russos.

“O futuro nosso povo depende de cada ucraniano”, afirmou, pedindo a todos que possam defender o país se apresentem ao governo.

O Ocidente condenou imediatamente a decisão. A ONU pediu que Putin recue.

O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, condenou, em comunicado oficial da Casa Branca, a decisão. Biden afirmou que “Putin escolheu uma guerra que trará perdas de vidas e sofrimento. O presidente norte-americano disse também que EUA e seus aliados responderão de forma unida e decisiva. O mundo responsabilizará a Rússia”.

É esperado que os países ocidentais anunciem, nas próximas horas, novas sanções para sufocar a economia russa. Um confronto direto com a Rússia é uma hipótese muito remota.

Jornalista e redator na Empresa O Pantanal OnLine, sob o número 0002048/MT

Qual é a sua Opinião?

Categorias