ter. dez 7th, 2021

O vigia hospital municipal de Colniza André Maggi recebeu um chamado de emergência nas kit nets do bar sem nome onde uma mulher teria sido esfaqueada por seu conjugue que após o ato foragiu do local de moto em rumo ignorado e que a ambulância de socorro do SAMU estaria em uma linha na zona rural prestando atendimento, e com isso, o hospital estaria sem ambulância para atendimento no momento e se não haveria a possibilidade da PM prestar apoio a enfermeira, de pronto A PM atendeu o chamado.

Porem a VIATURA DA PM AO sair do quartel em direção ao hospital nos deparou com o senhor identificado como Laureano em uma motocicleta sem camisa e sem capacete em alta velocidade e realizou a abordagem e constatou que o mesmo se encontrava transtornado e ao ser indagado, o por quê do motivo do comportamento do mesmo, ele confessou ter esfaqueado sua companheira.

Foi dada voz de prisão ao mesmo que fora colocado no compartimento de transporte de presos ( camburão ).

A viatura da PM foi até o hospital onde os policiais encontraram com a enfermeira e foram até o referido local lá os PMs depararam com a vitima caída ao solo sangrando sendo amparada por uma testemunha que tentava mantê-la acordada, a enfermeira ao prestar os primeiros socorros informou ao policiais que o estado da vitima era grave e que ela estava sofrendo uma possível parada cardíaca e que seria imperativo que ela fosse transportada ao hospital.

De imediato os PMs socorreram a vítima até o hospital Municipal André Maggi. Não temos informações sobre o estado de saúde da vítima.

A Polícia Judiciária Civil irá investigar o caso.

Jornalista e redator na Empresa O Pantanal OnLine, sob o número 0002048/MT

Qual é a sua Opinião?

Categorias