seg. nov 29th, 2021

“Degoladores de Colniza(MT) tem prisões homologadas pela Justiça.

Polícia Civil esclarece homicídios ocorridos em Colniza e autores têm prisões homologadas pelo Judiciário

Três homens investigados pela Polícia Civil em Colniza (1.065 km a noroeste de Cuiabá) por três homicídios ocorridos no último final de semana no município tiveram as prisões em flagrante convertidas em preventiva pelo juízo da comarca local. A decisão ocorreu nesta quarta-feira (26) durante audiência de custódia do Poder Judiciário com os três suspeitos.

Dois dos investigados foram presos por uma equipe da Polícia Militar do Distrito de Guariba, a 200 quilômetros do núcleo urbano de Colniza. O terceiro investigado foi detido pela Polícia Civil na cidade de Colniza, logo após um dos homicídios. 

Crimes semelhantes

Um dos crimes ocorreu na madrugada do dia 21 de maio, no bairro Garça, e vitimou Aroldo do Carmo da Silva, 37 anos.

O segundo homicídio vitimou Jurandir Pedro, de 59 anos e ocorreu no fim da madrugada de 24 de maio, em um bar no centro da cidade, em frente à feira municipal de Colniza. A vítima sofreu várias lesões na cabeça e teve o pescoço parcialmente degolado. Conforme investigação da Delegacia do município, os suspeitos utilizaram um pedaço de madeira para atingir a vítima, que depois teve o pescoço cortado.

O terceiro crime ocorreu também no dia 24 e a vítima ainda não foi identificada. O corpo, do sexo masculino, foi localizado no fim da madrugada em um terreno baldio, próximo a um posto de combustível, no centro da cidade. A execução seguiu o mesmo modus operandi das anteriores, de acordo com a confissão dos suspeitos e levantamento de local de crime realizado pelos investigadores. A vítima foi morta com golpes provocados por um pedaço de madeira seguido de corte no pescoço, que foi parcialmente degolado.

Durante as diligências realizadas para esclarecer os homicídios, a equipe de investigação apreendeu uma faca e um pedaço de pau ensanguentados no local das ocorrências. Além disso, os policiais coletaram indícios robustos sobre a responsabilidade dos executores, inclusive com uma testemunha ocular.

Conforme o delegado Philipe de Paula Pinho, a equipe levantou informações sobre a localização de dois suspeitos, que estariam em deslocamento sentido ao distrito de Guariba, em uma camionete F-250. Quando passavam por um assentamento da região, eles foram detidos por uma equipe da PM. No veículo onde estavam foram encontradas vestimentas com vestígios prováveis de sangue, além de uma faca.

Dois dos suspeitos confessaram o crime. O terceiro se manteve em silêncio durante o interrogatório.

O inquérito segue para conclusão e encaminhamento ao Poder Judiciário.

Jornalista e redator na Empresa O Pantanal OnLine, sob o número 0002048/MT

Qual é a sua Opinião?

Categorias