ter. abr 20th, 2021

Assustador! Enfermeira denuncia hospital por desligar oxigênio e matar pacientes em Cuiabá

Profissional diz ter provas de ordens dadas pelos diretores do São Judas Tadeu

Uma enfermeira procurou a Polícia Civil na manhã desta desta segunda-feira (5) para denunciar que o hospital São Judas Tadeu, em Cuiabá, estaria desligando o oxigênio de pacientes internados com Covid-19. 

Ao FOLHAMAX, a profissional disse que o hospital está retirando os cilindros de oxigênio e deixando os pacientes morrerem e ela irá expor tudo isso com provas. A mulher disse que o caso, inclusive, aconteceu com major da Polícia Militar, Thiago Martins de Souza, que morreu na madrugada deste domingo (4).PUBLICIDADE

Ela ainda contou que estava na delegacia naquele momento registrando o caso. A enfermeira foi demitida do hospital por não aceitar a “estratégia da morte”.

“Vou contar para todo mundo que estão matando pacientes. Se a Polícia, se o Coren entrarem lá, vão ver que ali dentro os pacientes sendo tratados de forma incorreta. Eles estão sendo intubados de qualquer jeito, chega a sair sangue pelo olho e pelo nariz. É muito feio de se ver” disse a enfermeira.

“Isso ai é para superfaturar e ganhar dinheiro. Internar o paciente em sofá, paciente fica com fome” relatou.

Ela ainda contou que tem todas provas que podem incriminar a unidade de saúde. “Tenho provas, tenho fotos e conversas”, afirmou. 

Jornalista e redator na Empresa O Pantanal OnLine, sob o número 0002048/MT

Qual é a sua Opinião?

Categorias