ter. abr 20th, 2021

Igreja Assembleia de Deus ignora Covid e provoca aglomerações

Mesmo que a pandemia da Covid-19 já tenha levado a óbito seis de seus pastores líderes, três deles em menos de um mês, a Assembleia de Deus, maior igreja pentecostal de MT, com quase 500 mil fiéis, demonstra não estar nem aí para as aglomerações.

Prepara o Grande Templo, em Cuiabá, para um encontro nacional de cinco dias. É a 45ª Convenção-Geral das Assembleia no Brasil. São esperadas mais de duas mil pessoas de todo país entre 19 e 23 de abril.

O novo coronavírus já matou os pastores Sebastião e Rubens de Souza (pai e filho), José Gerardo, José Alves, André Santos e Leodato Medeiros. A aglomeração de pessoas tem sido um dos meios de contaminação e propagação do vírus.

Por Romilson Dourado/RD NEWS

Jornalista e redator na Empresa O Pantanal OnLine, sob o número 0002048/MT

Qual é a sua Opinião?

Categorias