seg. nov 29th, 2021

Cabeça d’água arrasta banhistas e deixa dois mortos em complexo de cachoeiras em MG

Segundo o Corpo de Bombeiros, outras seis pessoas ficaram ilhadas.

Pelo menos duas pessoas morreram depois de serem arrastadas durante uma cabeça d´água na tarde deste sábado (2) entre São José da Barra e Capitólio (MG). Uma terceira pessoa que também foi arrastada ainda é procurada pelo Corpo de Bombeiros. Outras seis pessoas ficaram ilhadas no local.

Segundo o Corpo de Bombeiros, três pessoas foram arrastadas pelas águas. Duas pessoas morreram ao cair no poço dos Cânions, sendo que uma está submersa e outra na superfície. A outra vítima ainda não foi localizada.

Outras três pessoas arrastadas e ilhadas depois da corredeira, na outra margem da cachoeira, em terra firme, próximo a queda d’água. Segundo os bombeiros, eles estão aguardando até que o nível d’água abaixe para saírem do local. Além disso, três vítimas ficaram ilhadas em uma pedra no meio do curso d’água.

Ainda de acordo com os bombeiros, o local onde aconteceu a cabeça d’água foi em um complexo de cachoeiras, conhecida como Cascatinha, próximo aos Cânions. Os militares ainda informaram que uma das vítimas foi encontrada com fratura exposta nos membros inferiores. O helicóptero Arcanjo e o pelotão de Piumhi (MG) estão em atendimento à ocorrência.

Volume de água

Cabeça d’água se refere a um aumento rápido e repentino do nível de um rio, lago ou cachoeira devido a chuvas em trechos anteriores ou mais altos do percurso.

O fenômeno é diferente de uma tromba d’água, que se assemelha a um tornado, mas tem menor intensidade e ocorre sobre superfícies líquidas, como mar ou rio.

Jornalista e redator na Empresa O Pantanal OnLine, sob o número 0002048/MT

Qual é a sua Opinião?

Categorias