sáb. nov 28th, 2020

Bolsonaro fala sobre violência, mas não cita caso de João Alberto

Presidente nem falou diretamente em assassinato ou violência contra negros ou sobre racismo no Brasil.

Jair Bolsonaro se manifestou em um rede social no final da noite desta sexta-feira (20) sobre violência, mas não citou o caso de João Alberto de Freitas, um homem negro morto na véspera do Dia da Consciência Negra, após ser agredido em um supermercado Porto Alegre. O presidente nem falou diretamente em assassinato ou violência contra negros ou sobre racismo no Brasil. Nada disso.

Bolsonaro disse que “não adianta querer dividir o sofrimento do povo por grupos, que a violência, por exemplo, é sentida por todos, de todas as formas”. Afirmou também que “o país está longe de ser perfeito, que tem vários problemas que vão além das questões raciais”.

Para o presidente, o “grande mal continua sendo a corrupção moral, política e econômica”. Falou ainda que “existem interesses para que se criem tensões no povo brasileiro, para que ele se divida”.

“Não nos deixemos ser manipulados por grupos políticos. Como homem e como presidente, sou daltônico: todos têm a mesma cor. Não existe uma cor de pele melhor do que as outras. Existem homens bons e homens maus. São nossas escolhas e valores que fazem a diferença”, postou.

“Aqueles que instigam o povo à discórdia, fabricando e promovendo conflitos, atentam não somente contra a nação, mas contra nossa própria história. Quem prega isso, está no lugar errado. Seu lugar é no lixo!”

Jornalista e redator na Empresa O Pantanal OnLine, sob o número 0002048/MT

Qual é a sua Opinião?