ter. dez 7th, 2021

#EleNão – Assis Raupp Ex-prefeito cassado de Colniza foi delatado por ex-executivo por ter recebido propina por meio de um depósito na conta de sua mulher.

Um dos delatados no escândalo da Odebrecht foi o ex-prefeito de Colniza, Assis Raupp (PMDB). Segundo o ex-executivo da construtora, Henrique Serrano do Prado Valadares, Assis Raupp teria recebido propina por meio de um depósito na conta de sua mulher, cujo nome o delator não se recorda. Na relação dos codinomes o dele é “São Francisco”.

Assis Raupp, 50, é o nome político de João de Assis Ramos, sobrinho do senador peemedebista por Rondônia, Valdir Raupp. Catarinense de Jacinto Machado, ele se elegeu prefeito de Colniza em 2012, com as bênçãos do tio, que tem forte presença política naquele município, que é formado basicamente por ex-moradores em Rondônia.

Em 2008, também apoiado pelo tio, Assis Raupp disputou a eleição para vereador em Porto Velho, pelo PMDB, mas não passou da suplência. Numa jogada que foi duramente criticada por opositores e que ocupou as manchetes em Porto Velho por alguns dias, Assis Raupp conseguiu remanejar um vereador para uma secretaria municipal e assumiu sua cadeira. Desgastado politicamente, deixou Rondônia por Colniza.

A candidatura de Assis Raupp para prefeito em 2012 foi reforçada pelo presidente do PMDB de Mato Grosso e deputado federal Carlos Bezerra, que juntamente com Valdir Raupp fez corpo a corpo com eleitores por sua eleição.

Acusado de improbidade administrativa Assis Raupp foi afastado do cargo e posteriormente cassado pela Câmara. Paralelamente a isso entrou em rota de colisão com seu vice-prefeito falecido Vando da Colnizatur (PSB), que o substituiu durante o afastamento.

Agora em 2020 ele tenta novamente ser prefeito de Colniza, uma dura e triste realidade, o povo ver nas urnas um cidadão como este.

COLNIZA – Com 27.946 km², Colniza é o maior município de Mato Grosso e sua área é maior do que a de Sergipe. Desmembrado de Aripuanã, sua instalação aconteceu em 1º de janeiro de 2001; é sede de comarca de primeira entrância. Sua população é de 35 mil habitantes. Banhado pelo rio Aripuanã da Bacia Amazônica, distante 1.050 quilômetros de Cuiabá, com 300 quilômetros sem pavimentação, divide com Rondônia e Amazonas.

Jornalista e redator na Empresa O Pantanal OnLine, sob o número 0002048/MT

Qual é a sua Opinião?

Categorias