Bomba! RO: Além de prefeitos e ex-deputado presos, há dois políticos com mandatos sendo investigados em esquema de propina

Na casa do prefeito de Rolim, PF encontrou grande quantia de dinheiro em espécie

Dos quatro prefeitos presos hoje pela Polícia Federal em Rondônia, dois iriam disputar a reeleição, e um havia conseguido retornar ao cargo depois de ser cassado. Na casa dele, aliás, a PF encontrou uma quantia em dinheiro vivo que pode chegar a R$ 150 mil.

De acordo com informações obtidas pelo site, o empresário Luiz Ademir Schock, o Luizão do Trento (PSDB), prefeito de Rolim de Moura, chegou a ser filmado recebendo propinas. Ele teve o mandato cassado por crimes eleitorais, mas foi autorizado pela justiça a reassumir. O dinheiro em espécie na residência dele seria fruto de corrupção.

Liderando pesquisas de intenção de votos, a prefeita de Cacoal, Glaucione Rodrigues (MDB), foi presa junto com o marido, o ex-deputado estadual Daniel Neri

Gislaine Lebrinha, prefeita de São Francisco do Guaporé, também do MDB, é filha do deputado estadual mais bem votado em 2016, José Lebrão, do mesmo partido.

Outro que havia tido seu nome aprovado em convenção para disputar um segundo mandato é Marcito Pinto, do PDT, prefeito de Ji-Paraná, segunda maior cidade do Estado. Ele era vice e havia herdado o cargo quando o titular, Jesualdo Pires (PSB) renunciou para disputar o Senado em 2022.

Além destes políticos que foram presos, ainda há dois deputados atualmente exercendo mandatos, e que possuem imunidade. Ambos, no entanto, são investigados no mesmo esquema de propinas denunciado por um empresário. Ambos acabaram escapando por terem foro especial.

Fonte: Folha do Sul

Jornalista e redator na Empresa O Pantanal OnLine, sob o número 0002048/MT

Qual é a sua Opinião?