Ribeirão Cascalheira(MT): Mulher é encontrada morta e sem roupas na sala de casa; marido é suspeito

Uma mulher de 36 anos, identificada como Tanilda Arruda Fontinele, foi encontrada morta, na sala da sua residência, localizada no bairro 5 de Maio, em Ribeirão Cascalheira (734 quilômetros de Cuiabá), na manhã desta segunda-feira (03). A vítima estavas despedida e a suspeita é que o ex-marido tenha cometido o crime, que é tratado como feminicídio.

Conforme as informações da Polícia Militar, a tia da vítima acionou uma equipe, após o neto pular o muro da casa de Tanilda, que não respondia aos chamados. Ele então verificou que a mulher estava caída na sala de residência.

A Polícia Militar então entrou no local e encontrou a vítima despida, já sem os sinais vitais. Havia diversas manchas de sangue no corpo da mulher.

A suspeita é que o ex-marido, que não aceitava o fim do relacionamento, tenha cometido o crime. O corpo foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) para exames de necropsia. O caso é investigado.

Dados

Nos seis primeiros meses de 2020, o número de feminicídios em Mato Grosso aumentou 68% em relação ao mesmo período de 2019. De janeiro a julho, 32 mulheres foram vítimas do crime, contra 19 no ano passado. O número de estupros de vulnerável também aumentou, neste caso, de 20 para 26 ocorrências, um crescimento de 30%.

Apesar deste aumento, os registros de outros crimes de violência doméstica contra a mulher diminuíram em 2020. Os dados são da Superintendência do Observatório de Violência da Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp-MT). No entanto, não há o que comemorar: a própria secretaria informou, ainda em abril, que os casos não estavam sendo notificados por conta do isolamento social. Durante a quarentena, a vítima fica isolada junto ao seu agressor, sendo inibida de realizar denúncias.

Jornalista e redator na Empresa O Pantanal OnLine, sob o número 0002048/MT

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *