‘Bloqueio’: Contas no Whatsapp do Partido dos Trabalhadores são suspensas por disparos em massa

Dez contas do Partido dos Trabalhadores no Whatsapp foram suspensas por violarem os termos de serviço do aplicativo e estarem operando de forma automatizada. O bloqueio aconteceu no dia 25 de junho e até agora elas seguem inoperantes. 

Os perfis são administrados pela empresa Lead Whats, que em seu site oferecia o serviço de gestão e automatização do WhatsApp para Empresas. Atualmente a página está fora do ar.

O Whatsapp informou que o aplicativo não foi projetado para enviar mensagens em massa e é capaz de detectar essas práticas. Todo mês, mais de dois milhões de contas são banidas globalmente.

“Continuaremos a banir contas usadas para enviar mensagens em massa ou automatizadas e avaliaremos mais profundamente as nossas opções legais contra empresas que oferecem esses serviços, como fizemos no passado no Brasil” infirmou o porta-voz.

O PT alega não ter sido informado do motivo da suspensão das contas.

“Não fomos informados das razões do bloqueio, sejam de ordem técnica ou referentes às normativas de uso da plataforma. Desta forma, ficamos impedidos de nos defender diante de qualquer alegação eventualmente feita contra o canal e até mesmo de corrigir falhas que desconhecemos”,afirmou a presidente do partido, Gleisi Hoffmann.

Cota parlamentar

Um levantamento do site O Antagonista, divulgado nesta quarta-feira, mostrou que a deputada federal Gleisi Hoffmann (PT-PR), usou parte de sua cota parlamentar para pagar a empresa Lead Whats.

Segundo a prestação de contas da Câmara dos Deputados, os pagamentos são mensais, no valor de R$ 1,7 mil. Desde abril de 2019, quando foi identificado o primeiro repasse, já somam R$ 19,5 mil. As notas fiscais estão apresentadas como ‘Divulgação da Atividade Parlamentar, em nome da razão social da empresa, Bosa Serviços de Apoio Administrativo LTDA.

A assessoria do PT informou que o contrato com a empresa de disparo de whatsapp através do gabinete de Gleisi Hoffmann é referente a uma conta que divulga as ações de seu mandato na Câmara. O perfil, que também chegou a ser suspenso mas já está novamente em operação, conta com 7 mil pessoas cadastradas de forma voluntária.

Jornalista e redator na Empresa O Pantanal OnLine, sob o número 0002048/MT

Qual é a sua Opinião?