Vídeo: Nuvem de gafanhotos faz Argentina emitir alerta de perigo na fronteira com RS

As autoridades da Argentina estão em alerta devido a uma nuvem de gafanhotos que atravessa o país. Segundo o Serviço Nacional de Saúde e Qualidade Agroalimentar (Senasa), os insetos avançam rumo a uma região classificada como perigosa, e que fica próxima à fronteira com o Rio Grande do Sul e o Uruguai.

Hoy la manga fue detectada en cercanías de Perugorria, #Corrientes.
Alrededor de las 12:00 hs levantó vuelo con rumbo sur. Debido al pronóstico del viento es probable que a partir de mañana la misma ingrese a la provincia de #EntreRíos. pic.twitter.com/YUVnOxsCQH

— Senasa Argentina (@SenasaAR) June 23, 2020

De acordo com o Senasa, a nuvem surgiu em maio, no Paraguai, e a tendência é que ela avance para a província de Entre Ríos.

Así está la situación de la #langosta en la provincia de #Formosa en el límite con el #Chaco.

Mangas que vienen desde Paraguay están ingresando. Es momento de monitorear y avisar al @SenasaAR ! pic.twitter.com/E3qfHX5K1f

— CRA (@CRAprensa) June 12, 2020

Em Santa Fé, onde chegou na quarta-feira passada, a nuvem de gafanhotos afetou os campos de trigo e aveia de pequenos produtores. Mas ainda não há registro real do impacto causado pela praga. Segundo as autoridades argentinas, é possível que cerca de 40 milhões de insetos estejam na nuvem. Eles são capazes de comer o equivalente ao que 2 mil vacas consomem em um dia.

Ainda de acordo com as autoridades argentinas, devido às altas temperaturas e ao vento na região de Córdoba, a nuvem se moveu quase 100 quilômetros em um dia. O governo reforça que as condições climáticas serão decisivas para o deslocamento nas próximas horas.

Como habíamos pronosticado, la manga de langostas ingresó a la provincia en el día de hoy y luego de desplazarse casi 140 km se asentó en cercanías de la localidad de Lanteri. pic.twitter.com/YHPHSEN8H5

— Senasa Argentina (@SenasaAR) June 18, 2020

Jornalista e redator na Empresa O Pantanal OnLine, sob o número 0002048/MT

Qual é a sua Opinião?