seg. abr 6th, 2020

Trecho Castanheira/Colniza: Motoristas enfrentam atoleiros após chuvas em BR-174, no norte de MT

Nos locais onde os alagamentos foram mais severos, o departamento está acompanhando o nível das águas para voltar a atuar na manutenção do trecho.

Atoleiros prejudicam motoristas em BR 174

Atoleiros prejudicam motoristas em BR 174

Motoristas enfrentam atoleiros ao passar pela BR-174, em Mato Grosso. Com as chuvas dos últimos dias, a condição da rodovia, no norte do estado, piorou em alguns trechos.

Rios transbordaram e motoristas precisam se arriscar na travessia. Entre Castanheira e Juruena, na região noroeste, a lama formou atoleiros.

Alagamentos deixam BR-174 intransitável — Foto: Divulgação

Alagamentos deixam BR-174 intransitável — Foto: Divulgação

Outro ponto crítico é entre Colniza e Distrito de Guariba, também no noroeste de Mato Grosso, alguns veículos não conseguem seguir viagem.

De acordo com o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), equipes de manutenção foram mobilizadas na rodovia federal, mas as chuvas fortes comprometeram as condições da via, prejudicando o tráfego dos veículos.

O DNIT pede aos motoristas que redobrem a atenção. Nos locais onde os alagamentos foram mais severos, o departamento está acompanhando o nível das águas para voltar a atuar na manutenção do trecho.

Nesta quarta (19), as madeireiras entraram com ação contra restrição a veículos pesados na BR-174 em MT. Segundo os sindicatos das indústrias da base florestal, todo o setor está sendo prejudicado porque a restrição impacta diretamente no escoamento da produção na região.

O Dnit definiu a nova restrição depois que o trecho da BR-174 ficou intransitável, por causa dos atoleiros. Segundo o departamento, o volume intenso de tráfego de veículos pesados contribui para as más condições da estrada.

Jornalista e redator na Empresa O Pantanal OnLine, sob o número 0002048/MT

Qual é a sua Opinião?