Governo de MT tem até a próxima semana para enviar ao Ministério da Saúde plano contra o novo coronavírus

O governo está elaborando o Plano Estadual de Contingência para Enfrentamento ao novo coronavírus.

O secretário de Saúde de Mato Grosso, Gilberto Figueiredo, se reuniu com o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, nessa quinta-feira (6), para discutir as medidas para contenção de uma possível entrada do coronavírus no país. O Brasil não tem nenhum caso confirmado da doença.

Henrique Mandetta deu até a próxima segunda-feira (10) para que cada estado informe detalhadamente a estrutura disponível, como o número de leitos em hospitais e características locais, como o fluxo de passageiros em aeroportos e fronteiras.

“Fronteira é sempre um ponto vulnerável, principalmente porque estamos em áreas limites com países que não têm uma taxa de cobertura vacinal muito grande. Isso pode significar uma ameaça ao nosso país, mas a Secretaria de Saúde está atenta a isso, adotando as medidas preventivas, no sentido de que a Vigilância Sanitária possa atuar nas áreas de fronteira e amenizar os impactos de possíveis estrangeiros que entrem no país”, afirmou Gilberto Figueiredo.

Gilberto Figueiredo participou de reunião em Brasília — Foto: Karen Malagoli/ ALMT

Gilberto Figueiredo participou de reunião em Brasília — Foto: Karen Malagoli/ ALMT

Segundo o secretário, o governo está elaborando o Plano Estadual de Contingência para Enfrentamento ao novo coronavírus.

Apesar de não haver nenhum caso confirmado do novo coronavírus no país, o Ministério da Saúde convocou a reunião com os secretários estaduais e municipais de saúde para conhecer os planos de enfrentamento ao vírus de cada estado.

Além do plano em elaboração, Mato Grosso também ativou o Centro de Operações de Emergência em Saúde Pública (COES-MT) como medida preventiva para uma possível entrada do vírus em território mato-grossense.

O secretário adjunto de Atenção e Vigilância em Saúde da SES-MT, Juliano Melo, que também participou da reunião em Brasília, explica que o objetivo do Centro de Operações é articular e organizar as ações de preparação do estado diante de uma eminente epidemia.

A SES já realizou uma reunião de alinhamento das ações com as secretarias municipais de Saúde de Cuiabá e Várzea Grande e com a equipe da Anvisa, responsável pelos setores de Portos e Aeroportos.

Os profissionais de saúde dos demais municípios do estado receberão as mesmas orientações por meio de uma nota técnica, que definirá o fluxo de atendimento.

Esse documento está sendo elaborado pelo órgão estadual, pela Anvisa do Estado, pelo Hospital Universitário Júlio Müller e conta com o apoio da Casa Civil.

Jornalista e redator na Empresa O Pantanal OnLine, sob o número 0002048/MT

Qual é a sua Opinião?