Bolsonaro é chamado de traidor após sanção do fundo eleitoral

O presidente Jair Bolsonaro está sendo chamado de traidor nas redes sociais, até por internautas de direita que costumavam apoiar o governo, por ter sancionado o fundo eleitoral de R$ 2 bilhões. Já foram mais de 11,5 mil posts com a hashtag #BolsonaroTraidor, que, por isso, virou o assunto mais comentado do Twitter no Brasil neste sábado (18).

As críticas começaram logo após o anúncio da sanção do fundo eleitoral, na noite dessa sexta-feira (17). Afinal, o próprio Bolsonaro havia criticado e ameaçado vetar a destinação de R$ 2 bilhões para o financiamento das campanhas municipais deste ano. Nas últimas semanas, contudo, o presidente abandonou essa ideia dizendo que poderia sofrer um impeachment caso vetasse o fundão.

O argumento, porém, não livrou Bolsonaro das críticas. O presidente foi criticado até por nomes da direita que contribuíram com a sua eleição. O influenciador Nando Moura, que no fim do ano também chamou Bolsonaro de traidor por conta da sanção do juiz de garantias, por exemplo, voltou a espalhar essa hashtag. Ele disse que sancionar o fundão na calada da noite era “cuspir na cara de todo eleitor”.

Já o deputado Alexandre Frota (PSDB-SP) disse que Bolsonaro “aproveitou a confusão da Secom, que é verdade” e “aproveitou a confusão do covarde do Alvim” para sancionar o fundão. “Trabalhou na calada como um ratinho”, atacou.

Alinhado à política econômica liberal do governo atual, o partido Novo também repudiou a sanção do fundão e disse que não vai usar os R$ 36 milhões a que tem direito na repartição dos R$ 2 bilhões.

Parlamentares de oposição ainda aproveitaram a onda de críticas para atacar o fundão e também outras questões do governo, como a permanência de Fabio Wajngarten na chefia da Secom.

Veja algumas reações:

Nando Moura_Oficial@moura_101

Sancionar o Fundão Eleitoral é cuspir na cara de todo eleitor.#BolsonaroTraidor

Ver imagem no Twitter

2.14409:14 – 18 de jan de 2020Informações e privacidade no Twitter Ads594 pessoas estão falando sobre isso

Alexandre Frota 77@alefrota77

Passou no sapatinho , ele aproveitou a confusão da Secom que é verdade aproveitou a confusão do covarde do Alvim e sancionou o Fundão eleitoral . Trabalhou na sobra na calada como um ratinho .Não tem coragem para agir no cara a cara faz na calada da noite . E aí Brasil ?

Ver imagem no Twitter

9708:39 – 18 de jan de 2020Informações e privacidade no Twitter Ads53 pessoas estão falando sobre isso

NOVO 30@partidonovo30

O NOVO lamenta que o presidente Bolsonaro tenha sancionado o Fundo Eleitoral, garantindo R$2 bilhões para campanhas políticas, tirando dinheiro de áreas essenciais e prejudicando a renovação que ainda precisamos.

O NOVO não usará um centavo dos R$36 milhões que terá direito.1.68511:37 – 18 de jan de 2020Informações e privacidade no Twitter Ads404 pessoas estão falando sobre isso

Randolfe Rodrigues@randolfeap

Mamata acima de tudo! Bolsonaro sancionou o indecente fundão que custará R$ 2 bi ao povo! O mesmo povo que, graças ao governo, está pagando mais caro na cesta básica c/ um salário mínimo abaixo da inflação. Nós votamos contra e somos contra esse absurdo!https://www1.folha.uol.com.br/poder/2020/01/bolsonaro-sanciona-fundo-eleitoral-de-r-2-bilhoes.shtml …2.37307:20 – 18 de jan de 2020Informações e privacidade no Twitter Ads1.797 pessoas estão falando sobre isso

Paulo Pimenta@DeputadoFederal

Bolsonaro traiu o seu eleitorado ao prometer combater a corrupção. O que se vê é que ele blinda corruptos que sabem das suas ligações com o crime organizado das milícias.

E traiu o povo brasileiro ao hipotecar nossa soberania e nos tornar vassalos dos EUA.#BolsonaroTraidor4.24508:56 – 18 de jan de 2020 · Brasília, BrazilInformações e privacidade no Twitter Ads1.339 pessoas estão falando sobre isso

Resposta

Sem compromissos oficiais previstos para este fim de semana, o presidente Jair Bolsonaro ainda não fez comentários sobre a sanção do fundão, que foi comunicada pelo ministro da Secretaria-Geral do governo, Jorge Oliveira no Twitter. Apoiadores do presidente, contudo, saíram em defesa da decisão do presidente.

O vereador Carlos Bolsonaro, por exemplo, repetiu o discurso de que o pai poderia sofrer um pedido de impeachment caso vetasse o fundo. “É ruim mas é a lei”, afirmou, lembrando que o presidente já disse para seus eleitores não votarem nos candidatos que farão uso do fundão nas eleições deste ano.

Vice-líder do PSL na Câmara, o deputado Bibo Nunes (RS) assegurou: “Ninguém é mais contra o Fundo Eleitoral que Bolsonaro e os deputados que estão com ele”. Veja:

Carlos Bolsonaro@CarlosBolsonaro · 6h

É ruim mas é a lei: para quem torcia para o Presidente descumprir as leis aprovadas pelo Congresso, mesmo que o Executivo tenha diminuído cerca da metade do valor do assunto, inteligentemente não deu margens para que congressistas malandros pedissem seu impeachment!

Ver imagem no Twitter

Carlos Bolsonaro@CarlosBolsonaro

Como o próprio Presidente já disse: não votem em quem usar o fundão. Não é à toa que existe movimentos constantes no Congresso e afins para calar as redes sociais. Entender é simples! Os fatos estão explícitos e fiquem à vontade com suas decisões, sem problema algum!4.15510:33 – 18 de jan de 2020Informações e privacidade no Twitter Ads1.005 pessoas estão falando sobre isso

Bibo Nunes@bibonunes1

Ninguém é mais contra o Fundo Eleitoral que Bolsonaro e os deputados que estão com ele.
Ele tinha que sancionar para não cometer crime de responsabilidade e não sofrer um processo de impeachment da oposição.
Bolsonaro fará campanha para não votarem em quem usa o Fundo Eleitoral.1.57711:06 – 18 de jan de 2020 · Williamsburg, FLInformações e privacidade no Twitter Ads490 pessoas estão falando sobre isso

Jornalista e redator na Empresa O Pantanal OnLine, sob o número 0002048/MT

Qual é a sua Opinião?