dom. jan 26th, 2020

Morre no hospital de Juína 4ª vítima de chacina em Colniza (MT)

Adenilson Figueiredo Magalhães, de 23 anos, estava internado no hospital de Juína. A polícia apura como principal motivação do crime suposta disputa pelo controle do tráfico de drogas em Colniza.

Morreu nessa segunda-feira (6) uma das vítimas baleadas durante uma chacina em Colniza, a 1.065 km de Cuiabá, na última sexta-feira (3). Adenilson Figueiredo Magalhães, de 23 anos, estava internado no hospital de Juína, a 737 km da capital.

Outras três pessoas morreram no local do crime e outra foi baleada.

Além de Adenilson, foram assassinados Júlio Amorim dos Santos, de 23 anos, Matheus Lucas Nascimento Lago, 20 anos, e Ronei Vitorino da Silva, de 25 anos.

Morreu nessa segunda-feira (6) uma das vítimas baleadas durante uma chacina em Colniza, a 1.065 km de Cuiabá, na última sexta-feira (3). Adenilson Figueiredo Magalhães, de 23 anos, estava internado no hospital de Juína, a 737 km da capital.

Outras três pessoas morreram no local do crime e outra foi baleada.

Além de Adenilson, foram assassinados Júlio Amorim dos Santos, de 23 anos, Matheus Lucas Nascimento Lago, 20 anos, e Ronei Vitorino da Silva, de 25 anos.

Os crimes ocorreram em duas casas.

A polícia apura como principal motivação do crime suposta disputa pelo controle do tráfico de drogas em Colniza. Armas e porções de droga foram encontradas nos dois locais dos assassinatos.

Polícia apura suposta disputa por tráfico em Colniza (MT) — Foto: Polícia Civil de Colniza (MT)
Polícia apura suposta disputa por tráfico em Colniza (MT) — Foto: Polícia Civil de Colniza (MT)

Polícia apura suposta disputa por tráfico em Colniza (MT) — Foto: Polícia Civil de Colniza (MT)

O primeiro crime ocorreu por volta de 18h30 (horário de Mato Grosso) e os demais cerca de uma hora depois. De acordo com a Polícia Militar, moradores denunciaram que ouviram disparos em uma casa Rua das Mangueiras, no Centro da cidade.

Nesse local os policiais encontraram Mateus sentado no sofá da sala. Ele havia sido baleado e degolado por criminosos. A polícia encontrou uma pistola na cintura dele. Na cozinha a PM encontrou Ronei. Ele estava caído, já morto com tiros e facadas.

Adenilson estava trancado no banheiro, com um corte no pescoço e foi socorrido pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu).

Em outra casa, também na área central da cidade, foi encontrado o corpo de Júlio Amorim dos Santos, 23 anos.

Vizinhos disseram aos policiais que vários homens chegaram em motocicletas e entraram na residência. Logo em seguida os disparos foram feitos e eles fugiram na sequência.

A outra pessoa baleada estava na casa e pulou o muro pelos fundos, depois de ter sido atingida. Porém, não foi localizada pela polícia.

Os crimes ocorreram em duas casas.

A polícia apura como principal motivação do crime suposta disputa pelo controle do tráfico de drogas em Colniza. Armas e porções de droga foram encontradas nos dois locais dos assassinatos.

Polícia apura suposta disputa por tráfico em Colniza (MT) — Foto: Polícia Civil de Colniza (MT)

Polícia apura suposta disputa por tráfico em Colniza (MT) — Foto: Polícia Civil de Colniza (MT)

O primeiro crime ocorreu por volta de 18h30 (horário de Mato Grosso) e os demais cerca de uma hora depois. De acordo com a Polícia Militar, moradores denunciaram que ouviram disparos em uma casa Rua das Mangueiras, no Centro da cidade.

Nesse local os policiais encontraram Mateus sentado no sofá da sala. Ele havia sido baleado e degolado por criminosos. A polícia encontrou uma pistola na cintura dele. Na cozinha a PM encontrou Ronei. Ele estava caído, já morto com tiros e facadas.

Adenilson estava trancado no banheiro, com um corte no pescoço e foi socorrido pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu).

Em outra casa, também na área central da cidade, foi encontrado o corpo de Júlio Amorim dos Santos, 23 anos.

Vizinhos disseram aos policiais que vários homens chegaram em motocicletas e entraram na residência. Logo em seguida os disparos foram feitos e eles fugiram na sequência.

A outra pessoa baleada estava na casa e pulou o muro pelos fundos, depois de ter sido atingida. Porém, não foi localizada pela polícia.

Jornalista e redator na Empresa O Pantanal OnLine, sob o número 0002048/MT

Qual é a sua Opinião?