No Tocantins, corruptos mantinham caderno com orações em busca de perdão divino

Repórter Secreto foi até Palmas para contar a história dos corruptos que escreviam para Deus em busca de perdão pelos atos de corrupção.

“Senhor, tenho estado inquieta com as obras”, “Nos ajude a concluir o que começamos” e “Não permita que meu esposo seja envergonhado, envolvido em escândalo” eram algumas das frases que foram encontradas em um caderno apreendido pela Polícia Civil em uma operação contra corruptos em Palmas, no Tocantins. O esquema envolvia fraudes em pavimentação de asfalto e reformas em órgãos públicos do estado.

O caderno em questão estava na casa de Geraldo Pereira da Silva Filho, ex-superintendente de operação e conservação da Agência Tocantinense de Transporte e Obras. Segunda as investigações, o caderno é da mulher dele, Rosivânia. Conheça os detalhes do esquema em mais uma investigação do Repórter Secreto.

Jornalista e redator na Empresa O Pantanal OnLine, sob o número 0002048/MT

Qual é a sua Opinião?

Categorias