seg. dez 16th, 2019

36 mulheres são mortas em MT em 2019 e número é 5,8% maior que 2018

Segundo a Seps, houve aumento de 5,8% em relação ao mesmo período de 2018, quando foram contabilizados 34 casos. Motivação passional continua liderando os casos com 40%.

Trinta e seis mulheres foram assassinadas em Mato Grosso em 2019. Segundo balanço divulgado nesta quinta-feira (21) pela Coordenadoria de Estatística e Análise Criminal (CEAC) da Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp-MT), houve um aumento de 5,8% em relação ao mesmo período de 2018, quando foram contabilizadas 34 ocorrências.

De acordo com a Sesp, entre janeiro e setembro de 2019 foram registrados em Mato Grosso 36 casos de feminicídio.

No ano passado, de janeiro a dezembro, foram contabilizados 42 feminicídios em Mato Grosso.

O feminicídio é uma qualificadora da categoria de crime contra a vida nos casos em que o homicídio de mulheres é motivado por violência doméstica ou discriminação de gênero.

A Sesp-MT acompanha os casos de feminicídios a partir dos dados enviados pelas unidades de apuração da Polícia Civil.

Motivações

A CEAC também fechou os dados de homicídios de vítimas femininas registrados em Mato Grosso entre os meses de janeiro e outubro de 2019, e que envolvem todas as motivações.

Neste caso, foram contabilizadas 70 mortes de mulheres de todas as idades. O número é o mesmo registrado nos mesmos períodos de 2018 e de 2017.

A motivação passional continua liderando os casos, com 40%. Em seguida, estão os casos a apurar, com 27%, seguidos por “envolvimento com drogas” (14%); rixa (7%) e vingança (7%); pedofilia (2%) e álcool (2%); e por último, ambição (1%).

A sexta-feira foi o dia da semana com maior número de homicídios envolvendo vítimas femininas: 15. Em seguida, estão os seguintes dias da semana: quinta-feira (13), sábado (11), domingo (9), segunda-feira (8), quarta-feira (8), terça-feira (6).

Por faixa etária, as vítimas femininas predominantes (18) tinham entre 36 e 45 anos de idade; 13 possuíam de 18 a 24 anos de idade; 8 entre 30 e 35 anos; 8 de 46 a 59 anos; 7 entre 25 e 29 anos de idade; 7 de 12 a 17 anos; 5 acima de 60 anos; 3 entre zero e 11 anos; e uma com idade não informada.

O levantamento demonstrou ainda que 34% dos homicídios de mulheres foram cometidos com utilização de arma de fogo; 29% com arma cortante ou perfurante; 12% por força muscular; 7% com arma contundente; 1% por veneno; e em 17% dos casos foram empregados outros meios.

Jornalista e redator na Empresa O Pantanal OnLine, sob o número 0002048/MT, em 21/08/2014, conforme processo nº 46210.001548/2014-14

Qual é a sua Opinião?