dom. mar 29th, 2020

Machadinho D’Oeste(RO) – Rompimento de barragem em Rondônia deixa 100 famílias isoladas

Água, areia e argila vazaram, mas não há informação sobre vítimas. Rompimento ocorreu após forte chuva no interior do estado.

A Polícia Ambiental informou neste sábado (30) que cerca de 100 famílias ficaram isoladas em Rondônia devido ao rompimento de uma barragemda mineradora MetalMig em Oriente Novo, distrito de Machadinho D’Oeste, a pouco mais de 350 quilômetros de Porto Velho. Não há registro de vítimas e nem informações sobre o tamanho do dano ambiental.

O rompimento ocorreu nesta sexta-feira (29), após a forte chuva que atingiu a região. Segundo o comandante da Polícia Ambiental, Washington Soares Francisco, as famílias ficaram isoladas devido à queda de sete pontes que foram destruídas pela força da água.

Duas das pontes atingidas estão localizadas na RO-257, que liga os municípios de Ariquemes (RO) e Machadinho D’Oeste.

G1 entrou em contato com a MetalMig e aguarda retorno.

Água, areia e argila vazaram após rompimento de barragem em Machadinho D'Oeste.  — Foto: Divulgação/Polícia Ambiental

Água, areia e argila vazaram após rompimento de barragem em Machadinho D’Oeste. — Foto: Divulgação/Polícia Ambiental

A Secretaria de Estado do Desenvolvimento Ambiental de Rondônia (Sedam) informou que o material derramado é formado por areia e argila, sem a presença de metais pesados. De acordo com a pasta, não há risco de contaminação.

A barragem é proveniente da mineração de cassiterita. A mineradora MetalMig atua desde 1970 na localidade. Ainda segundo Sedam, a empresa está com as licenças ambientais e de operação em dia.

Uma equipe do Ibama faz sobrevoo pelo local para estimar o tamanho do dano ambiental.  — Foto: Luiz Martins/ Rede Amazônica

Uma equipe do Ibama faz sobrevoo pelo local para estimar o tamanho do dano ambiental. — Foto: Luiz Martins/ Rede Amazônica

Na manhã deste sábado (30), uma equipe de perícia da Polícia Civil com apoio da aéreo do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), iniciou sobrevoo no local atingido para estimar os danos causados pelo rompimento da barragem.

Jornalista e redator na Empresa O Pantanal OnLine, sob o número 0002048/MT

Qual é a sua Opinião?