Urgente Colniza! Dois tiros atingiram PM; investigação apura assassinato ou suicídio

Inicialmente as investigações apontavam para suicídio, mas indícios novos podem levar à constatação de crime de homicídio. Caso aconteceu na manhã desta quarta-feira (17) em Juruena.

Investigação da Polícia Civil apura se a soldado da Polícia Militar, Silviana Carvalhais foi assassinada ou cometeu suicídio.

Ela foi encontrada morta, no final da manhã desta quarta-feira (17), caída no chão de casa com um tiro na cabeça e outro no braço, no município de Juruena (912 km da Capital).

A princípio apenas o tiro na cabeça havia sido constatado e a morte foi tratada como suicídio. A segunda perfuração foi averiguada durante os trabalhos da Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec). Outros indícios que apontam possível homicídio também foram constatados.

Segundo informações, a policial, que era divorciada, foi vítima de violência doméstica e pediu transferência após a separação.

Silvana era lotada na Companhia de Polícia Militar do município de Colniza, desde 2015, quando entrou para a corporação da PM. No final do ano passado foi transferida para a unidade de Juruena a pedido dela.

A causa da morte será esclarecida após laudo da perícia que esteve no local analisando a cena do caso.

O corpo foi encaminhado ao o Instituto Médico Legal (IML), onde vai passar por exame de necropsia.

À polícia, os vizinhos relataram apenas que ouviram os disparos e encontram a soldado caída no chão. Eles acionaram o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), mas quando o socorro chegou a militar já estava morta.

Jornalista Renato Pantanal

Jornalista e redator na Empresa O Pantanal OnLine, sob o número 0002048/MT, em 21/08/2014, conforme processo nº 46210.001548/2014-14

You May Also Like

Qual é a sua Opinião?