Controladora interna da Prefeitura Vítima de atentado em Colniza não fez denúncia ao MPMT, esclarece promotor de Justiça

O Ministério Público do Estado de Mato Grosso, por meio da Promotoria de Justiça de Colniza, esclarece que, ao contrário do que vem sendo noticiado, a servidora pública municipal Sandra Gurgel, que teve sua casa alvejada por tiros na noite de sábado (27), não fez nenhuma denúncia ao Ministério Público. A servidora atua na Controladoria do Município.

Segundo informações da Promotoria de Justiça do município, a investigação sobre supostas irregularidades em uma obra de pavimentação, instaurada no âmbito do MPMT, teve como base outras fontes.

Entenda o caso:

Jornalista Renato Pantanal

Jornalista e redator na Empresa O Pantanal OnLine, sob o número 0002048/MT, em 21/08/2014, conforme processo nº 46210.001548/2014-14

You May Also Like

Qual é a sua Opinião?

%d blogueiros gostam disto: