Amantes usam dinheiro dado por empresário para matá-lo em Cuiabá

Danielle Siman e Gabriel Brito foram presos pelo assassinato de Geraldo Siman Moreira em janeiro deste ano

Os amantes, Danielle Reis de Souza Siman, 36 anos, e Gabriel Brito Gabiato Pires, 18 anos, suspeitos de encomendarem o assassinato do empresário do ramo de frigorifico, Geraldo Jamil Siman Moreira, 51 anos, pagaram o autor do crime com o dinheiro que juntaram durante a relação extraconjugal. O crime ocorreu na madrugada do dia 18 de janeiro de 2019, no bairro Cidade Verde.

O valor pago era de dinheiro em que Daniele pedia ao marido e que juntou com o amante durante quase dois anos de relacionamento que mantinham em segredo. De acordo com as informações trocadas pelo casal por mensagens, Danielle alimentava o ódio do amante sobre o empresário.

Daniele se fazia de vítima para o amante [Gabriel] com relato de que sofria agressão do marido [Geraldo]. Por diversas vezes, ela reclamava do casamento e dizia que queria sair “daquela vida”.

“Teve um momento que eles estavam juntando dinheiro para fugir, eles brigaram e ele [Gabriel] devolveu os R$ 11 mil, depois eles reataram e o amante pediu para dar a quantia de R$ 5 mil e ela falou: você vai fazer besteira, e ele disse: sim, você sabe disso”, diz trecho da investigação, com base em mensagens trocadas pelos amantes no aplicativo WhatsApp.

A Polícia Civil informou que não foi encontrado nenhum registro contra o empresário. O caso é investigado pela delegada Eliane da Silva Moraes, da Delegacia Especializada de Homicídio e Proteção à Pessoa (DHPP). 

As investigações apontam que Gabriel ficou enfurecido com os relatos da amante e “prometeu” matar o empresário. Ele também pegou a quantia de R$ 11 mil que o casal juntou, para pagar uma pessoa efetuar o crime.

“Ela [Daniele] se passava de sofrida para o Gabriel… ele ficou enlouquecido, apaixonado e começou a ficar com raiva da vítima dizendo que ia matá-lo… ela [Daniele] alimentava esse ódio e constantemente falava que estava sofrendo”, consta nos autos.

Gabriel foi preso no último dia 14 de fevereiro. Já Daniele foi conduzida na manhã desta quarta-feira (20).

O vídeo da morte

O vídeo de uma câmera de monitoramento registra o momento exato em que o empresário deita no chão e é executado com tiros na nuca.

As imagens divulgadas pelo programa Cadeia Neles, são chocantes e registram o momento em que o empresário sai de casa, às 5h37 da madrugada de 18 de janeiro. O suspeito aguarda do lado de fora da residência, junto com um comparsa em uma moto, ele espera Geraldo dar alguns passos e em seguida o aborda. 

O atirador manda a vítima deitar no chão e atira pelo menos três vezes na cabeça do empresário. A vítima que acredita ser apenas um assalto chega a levantar as mãos e não reage. Em seguida a dupla foge.

O vídeo foi usado pela polícia para buscar a identificação da moto usada no crime, que permitiu a identificação do Atailson Espírito Santo, 27 anos, que também foi preso.

Ele e o atirador, que está foragido, ficaram dois dias vigiando a rotina da vítima, até que conseguiram executar.

Jornalista Renato Pantanal

Jornalista e redator na Empresa O Pantanal OnLine, sob o número 0002048/MT, em 21/08/2014, conforme processo nº 46210.001548/2014-14

You May Also Like

Qual é a sua Opinião?

%d blogueiros gostam disto: