Rio transborda e motoristas enfrentam dificuldades em trafegar na BR 174 entre Castanheira e Colniza

Contudo a situação está longe de ser resolvida, uma vez que a BR 174 no trecho que liga Castanheira a Juruena, está totalmente abandonada e sem quaisquer manutenções por parte do governo federal e estadual

Com as fortes chuvas que tem caído nos últimos dias a região noroeste do estado de Mato Grosso apresenta interdição em vários trechos da BR 174 e também das estradas rurais de praticamente todos os municípios da região. 
Vídeos e fotos circulam pelas redes sociais e mostram o caos da BR neste período de muita chuva na região.

O advogado de Juína Antonio Valdenir Caliare e seu colega de trabalho Heuer Suniga dos Santos que é formado em direito fizeram uma viagem a trabalho até o distrito de Conselvan, distante aproximadamente 80 km do município de Aripuanã.

Os amigos foram até o distrito de Conselvan na sexta-feira dia 15, onde realizaram seus trabalhos e quando pensavam em retornar no sábado dia 16, ficaram ilhados, pois uma forte chuva caiu na região e as estradas ficaram todas alagadas, onde até mesmo pequenos córregos transbordaram e se transformaram em um mar de enchentes, onde a estradas ficou toda submersa, oferecendo perigo para as pessoas que tentavam atravessar.

No domingo dia 17, os amigos conseguiram retornar do distrito de Conselvan, onde resolveram que voltariam pela BR 174, passando pela cidade de Juruena e posteriormente Castanheira e chegariam a Juína, mas aproximadamente a 18 km do município de Castanheira um novo alagamento, porém bem maior e com mais risco, pois o Rio Vermelho havia transbordado e suas águas alagaram vários km da BR 174, onde a água passou de 1,5 m de profundidade, sendo que até carretas ficaram impossibilitas de passar, pois a força das correntezas eram muito forte.

Alguns carros traçados se arriscaram a passar, porém muitas pessoas pernoitaram as margens do rio Vermelho, onde só hoje dia 18 na parta da manhã as águas começaram a baixar e uma pá carregadeira do DNIT estava no local atravessando carros que precisavam passar.

A BR 174 é de competência do governo federal, onde esses problemas de enchente e até mesmo atoleiros tem trazidos muitos problemas para a população da região noroeste, principalmente para quem mora após o município de Castanheira, onde termina a pavimentação asfáltica da BR 174.

Contudo a situação está longe de ser resolvida, uma vez que a BR 174 no trecho que liga Castanheira a Juruena, está totalmente abandonada e sem quaisquer manutenções por parte do governo federal e estadual. Sendo que em outras épocas houve fortes chuvas, porém as manutenções que eram efetuadas nos tempos de estiagem ajudavam a contenção da água e não deixava a população totalmente isolada como está agora.

O período de chuvas na região noroeste está praticamente na metade, o que leva muitas pessoas a acreditar que muito mais transtornos e sofrimentos ainda virão, uma vez que nem o governo federal e nem o estadual tem demonstrado interesse em resolver a problemática da BR 174 e promover um pouco mais de alivio e segurança para os moradores do extremo noroeste do estado.

Fonte: Juína News

Jornalista Renato Pantanal

Jornalista e redator na Empresa O Pantanal OnLine, sob o número 0002048/MT, em 21/08/2014, conforme processo nº 46210.001548/2014-14

You May Also Like

Qual é a sua Opinião?