“Caso Caio Colniza” – Frentista que vendeu gasolina para suspeitos de atear fogo em adolescente é ouvido pela polícia

Frentista que vendeu gasolina para suspeitos de atear fogo em adolescente em MT é ouvido pela polícia

De acordo com a TV Centro América, um frentista de Colniza, a 1.065 km de Cuiabá, foi ouvido pela Polícia Civil durante a investigação sobre a morte de um adolescente de 16 anos, que teve 90% do corpo queimado. Segundo a polícia, ele teria vendido gasolina para dois homens que são suspeitos do crime.

Caio Vinicius Anadão morreu, na segunda-feira (14), depois de ser transferido para o Pronto Socorro de Cuiabá.

À polícia, o trabalhador contou que vendeu gasolina em uma recipiente de plástico sem tampa para dois homens. As imagens do circuito interno de monitoramento devem ser usadas para identificar os suspeitos.

Outras cinco testemunhas do crime também foram ouvidas. Um dos suspeitos já foi identificado, mas nenhuma prisão foi realizada.

A principal suspeita é que o crime tenha sido motivado por vingança.

De acordo com a Polícia Civil, dois homens invadiram a casa em que o adolescente morava com a mãe, despejaram gasolina no corpo da vítima e atearam fogo nela.

Em depoimento, os vizinhos relataram que ouviram gritos do adolescente e tentaram apagar as chamas com água. Caio morreu em Cuiabá depois de uma parada cardiorrespiratória.

O crime continua sendo investigado.

Jornalista Renato Pantanal

Jornalista e redator na Empresa O Pantanal OnLine, sob o número 0002048/MT, em 21/08/2014, conforme processo nº 46210.001548/2014-14

You May Also Like

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: