Mauro Mendes (DEM) toma posse como governador de MT nesta terça-feira (1º)

Mauro Mendes (DEM) tomou posse como governador de Mato Grosso nesta terça-feira (1º) na Assembleia Legislativa, em Cuiabá. Em seu discurso, ele falou sobre as dificuldades financeiras do estado e criticou a incompatibilidade entre o alto PIB do estado e a falta de dinheiro em caixa para custear despesas básicas, como folha de pessoal, fornecedores e repasses aos hospitais públicos.

“O PIB, que é a soma de todas as riquezas produzidas nesse estado, nos últimos 10 anos, triplicou. Como somos capazes de produzir tanta riqueza e essa riqueza não ter sido traduzida em melhoria de qualidade de vida ao nosso posso?”, questionou.

Para o novo governador, os grandes inimigos da população do estado são a desigualdade social e a qualidade do serviço público oferecido em Mato Grosso.

“Precisamos restabelecer o clima de confiança. Não podemos gastar energias tão caras, enquanto nossos principais inimigos não estão entre nós. Os nossos maiores inimigos estão lá fora, que é essa desigualdade e, principalmente, a péssima qualidade dos serviços públicos que o governo do estado oferece aos cidadãos”, afirmou.

Ele pediu ajuda dos deputados para governar e citou o presidente da República recém-empossado, Jair Bolsonaro (PSL), como exemplo de que a população quer mudança.

“Se há um ano atrás, algum de nós aqui ousasse dizer que ele (Jair Bolsonaro) seria talvez o próximo presidente, esse exercício de futurologia, seria objeto de chacota e de pouca credibilidade. O tempo passou e hoje ele é o presidente desse país, vindo de um clamor muito acima das expectativas que muitos de nós pudesse imaginar. Traz uma mensagem clara de que a população está cansada da velha forma de fazer política e dos poucos resultados que o poder público tem entregue ao cidadão”, declarou.

Mauro Mendes (DEM) e o vice, Otaviano Pivetta (PDT), na cerimônia de posse — Foto: Governo de MT/ Assessoria

Mauro Mendes (DEM) e o vice, Otaviano Pivetta (PDT), na cerimônia de posse — Foto: Governo de MT/ Assessoria

Cerimônia

A posse do governador será realizada em três atos, sendo que o primeiro deles, na Assembleia Legislativa. A cerimônia estava prevista para começar às 16h30, mas houve atraso e só teve início às 17h.

Pedro Taques transmitiu a faixa ao sucessor, Mauro Mendes  — Foto: Governo de MT/ Assessoria

Pedro Taques transmitiu a faixa ao sucessor, Mauro Mendes — Foto: Governo de MT/ Assessoria

Da Assembleia, Mauro Mendes seguiu para o Palácio Paiaguás, sede do governo do estado, onde recebeu a faixa do governador Pedro Taques (PSDB).

Por fim, na sequência, ele vai participar da cerimônia de posse dos secretários de estado, na Faculdade de Tecnologia Senai Mato Grosso (Fatec), em Cuiabá.

Mauro Mendes (DEM) foi eleito no primeiro turno das eleições — Foto: Governo de MT/ Assessoria

Mauro Mendes (DEM) foi eleito no primeiro turno das eleições — Foto: Governo de MT/ Assessoria

Eleito

Mauro Mendes foi eleito para comandar o Palácio Paiaguás, no primeiro turno das eleições, com 840.094 mil votos. Na Assembleia, o vice da chapa, Otaviano Pivetta (PDT) também tomou posse.

Mauro foi prefeito de Cuiabá entre 2013 e 2015. Foi presidente da Federação das Indústrias do Estado de Mato Grosso (Fiemt), do Sesi e Senai no período de 2007 a 2010.

É formado é engenharia elétrica pela Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) e atua como empresário.

Jornalista Renato Pantanal

Jornalista e redator na Empresa O Pantanal OnLine, sob o número 0002048/MT, em 21/08/2014, conforme processo nº 46210.001548/2014-14

You May Also Like

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: