Juiz determina retorno de prefeita acusada de corrupção ao cargo após cassação em Denise (MT)

Eliane Lins da Silva (PV), que teve o mandato cassado por irregularidades supostamente cometidas na gestão dela. Entre elas, o superfaturamento de contratos e falta de transparência nos atos administrativos.

O juiz Arom Olímpio Pereira, da 2ª Vara Cível de Barra do Bugres, determinou que a prefeita cassada de Denise, a 208 km de Cuiabá, Eliane Lins da Silva (PV), que teve o mandato cassado pelos vereadores do município, retorne ao cargo.

A decisão foi publicada na sexta-feira (7).

Eliane Lins já havia sido cassada anteriormente, em 5 de setembro de 2017, mas retornou ao cargo no dia 17 de outubro deste ano, por determinação do mesmo juiz.

A Câmara decidiu pela cassação da prefeita com base em investigação de uma Comissão Processante que apontava uma série de irregularidades supostamente cometidas na gestão de Eliane Lins.

Entre elas, o superfaturamento de contratos e falta de transparência nos atos administrativos.

No dia 27 de novembro, o vice-prefeito de Denise, a 238 km de Cuiabá, José Aníbal Ilário dos Santos tomou posse como chefe do Executivo, após a cassação da prefeita.

Jornalista Renato Pantanal

Jornalista e redator na Empresa O Pantanal OnLine, sob o número 0002048/MT, em 21/08/2014, conforme processo nº 46210.001548/2014-14

You May Also Like

Qual é a sua Opinião?

%d blogueiros gostam disto: