Videos: Colniza(MT) – Sem a presença de um oficial de justiça, PM tenta retirar grileiros da “Magali”

Grileiros afirmam que a liminar estaria supostamente em nome de pessoas falecidas, grileiros resistiram e permanecem no local, ao anoitecer a Polícia Militar retirou-se do local.

Um grupo de aproximadamente 200 pessoas ocupou a fazenda “Magali” em Colniza, a 1.065 km de Cuiabá, no dia 29 de outubro de 2018. A invasão é preocupante, segundo o Ministério Público Estadual (MPE), que alertou o governo de Mato Grosso sobre risco de conflito armado.

Sendo que dia 09 de novembro de 2018, a equipe do Site o Pantanal OnLine, teve acesso a vários vídeos, que estão circulando pelo Whatsap, que mostra um clima tenso entre invasores e seguranças armados, que foram contratados pelos proprietários da fazenda. Vejam:

E mais uma vez a nossa equipe recebeu vídeos via Whatsap, aonde mostra Policiais Militares com uma suposta decisão judicial, determinando a reintegração de posse, ou seja, a favor dos proprietários da fazenda. Vejam o vídeo:

No vídeo um dos invasores, questiona a legalidade da liminar, aonde o mesmo afirma que além da liminar está supostamente em nome de falecidos, o mesmo questiona a ausência de um oficial de justiça, para cumprir a determinação judicial. Vejam a suposta liminar apresentada pelos Policiais:

Sem acordo, ao anoitecer a Policia Militar se retirou do local e os grileiros continuam resistindo, e o clima na fazenda “Magali” está cada vez mais tenso.

Outro lado:

A equipe do Site O Pantanal OnLine não conseguiu entrar em contato com o Comando da PM e nem com os proprietários da Fazenda.

Jornalista Renato Pantanal

Jornalista e redator

You May Also Like

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *