Delegado de Colniza preso acusado de tortura apoia Jair Bolsonaro (PSL)

Delegado preso acusado de tortura apoia Jair Bolsonaro (PSL)

 O delegado Edison Pick, preso nesta terça-feira (16) pelo Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado (Gaeco), acusado de tortura é fã do candidato à presidência, Jair Bolsonaro (PSL). Em seu Facebook, no dia 12 de outubro, ele fez uma postagem declarando seu apoio a ele.

Em outra publicação, o policial compartilha uma imagem de um homem fumando um cigarro de maconha com a mensagem: “faço parte da turma que nunca fumou e não sente vontade de fumar maconha”. Por fim, ele ainda compartilhou uma postagem do cantor Zezé di Camargo, dizendo que nunca houve ditadura no Brasil e que “o que houve foi repressão contra vagabundo”.

Jornalista Renato Pantanal

Jornalista e redator

You May Also Like

5 thoughts on “Delegado de Colniza preso acusado de tortura apoia Jair Bolsonaro (PSL)

  1. O cara é Delegado de polícia, certamente é contra maconheiros viciados.

    Não entendi….um de notícias, implicar com a opção política de alguém.

    Na minha opinião, faltou nexo na reportagem….quero saber de notícias sobre o caso.

  2. O cara é Delegado de polícia, certamente é contra maconheiros viciados.

    Não entendi….um site de notícias, implicar com a opção política de alguém.

    Na minha opinião, faltou nexo na reportagem….quero saber de notícias sobre o caso.

  3. Ridículo esse delegado ! Fez tão pouco caso prendemos pessoas boas. Agora não passa de um.presidiario e o melhor EX delegado 🤣que lindo a lei do retorno !

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *