Dr. Bumbum vira réu por homicídio, e Justiça manda soltar a mãe dele

Juíza também aceitou pedido de prisão preventiva de Denis Furtado, acusado da morte da bancária Lilian Calixto. Depois de solta, Maria de Fátima terá de cumprir medidas cautelares.

A juíza Viviane Ramos de Faria, da 1ª Vara Criminal da Capital, aceitou nesta sexta-feira (17) denúncia do Ministério Público e decretou a prisão preventiva do médico Denis Furtado, o Dr. Bumbum, por homicídio qualificado. Na mesma decisão, a juíza revogou a prisão temporária de Maria de Fátima Furtado, a mãe do médico.

Dr. Bumbum é acusado de homicídio qualificado pela morte da bancária Lilian Calixto, que morreu no dia 15 de julho após fazer um procedimento estético com o médico. Ele e a mãe estavam presos desde o dia 19 de julho, depois de quatro dias foragidos.

A magistrada seguiu pedido do Ministério Público e determinou que Maria de Fátima, Renata Cirne, namorada de Denis, e a assistente Rosilene Pereira cumpram medidas cautelares em liberdade. Elas devem comparecer mensalmente à Justiça e não podem frequentar a cobertura onde foi realizada a operação de Lilian nem se ausentar do Rio de Janeiro.

O Ministério Público do Rio de Janeiro já tinha apresentado denúncia contra o Dr. Bumbum por homicídio doloso – com intenção de matar. A mãe também foi denunciada.

Jornalista Renato Pantanal

Jornalista e redator na Empresa O Pantanal OnLine, sob o número 0002048/MT, em 21/08/2014, conforme processo nº 46210.001548/2014-14

You May Also Like

Qual é a sua Opinião?