Promotor tem CNH apreendida após bater carro em moto, ferir pessoa e não prestar socorro em Cuiabá

Promotor fugiu do local do acidente, mas foi abordado pela PM minutos depois. Motorista se recusou a fazer o teste do bafômetro, mas polícia constatou embriaguez.

Um promotor de Justiça de Cuiabá teve a carteira de habilitação apreendida pela Polícia Militar após bater em uma motocicleta na capital e fugir do local do acidente sem prestar socorro ao passageiro do veículo atingido, que ficou ferido.

Reinaldo Rodrigues de Oliveira Filho, 47, lotado na 19ª Promotoria Criminal da capital, foi abordado pela PM minutos após o acidente e recusou-se a passar pelo teste do etilômetro (“teste do bafômetro”). A polícia, porém, encontrou sinais de suposta embriaguez.

O acidente ocorreu na noite desse sábado (28), na Avenida Fernando Corrêa da Costa, próximo ao viaduto localizado na entrada do campus da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT).

À polícia, o condutor da moto explicou que, após ser atingido, tanto ele quanto o rapaz que estava na garupa do veículo, Claudemir Felizardo de Lima, de 23 anos, pediram ao motorista para que parasse o carro e prestasse socorro, bem como discutisse a reparação dos danos. O promotor, porém, fugiu do local em direção ao interior do campus da UFMT.

Consta no boletim de ocorrência que o promotor foi abordado dentro do campus, próximo ao ginásio de esportes, e apresentou aos policiais a sua identificação profissional, recusando-se a passar pelo teste de alcoolemia. A embriaguez do motorista, porém, foi constatada pela PM, que lavrou auto de infração.

A CNH do promotor foi apreendida e enviada ao Departamento Estadual de Trânsito (Detran-MT). Já o carro dirigido pelo promotor foi entregue à mulher dele, que realizou o teste do bafômetro, apresentando resultado negativo.

Conforme a polícia, o rapaz ferido no acidente foi encaminhado para um hospital particular da capital, sendo as despesas médicas pagas pela mulher do promotor. Em seguida, ela levou o marido para casa, segundo a PM.

Jornalista Renato Pantanal

Jornalista e redator

You May Also Like

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *