Pai e namorado de adolescente são presos por estupro de vulnerável em Confresa

Diante das evidências, o pai da menor foi preso em flagrante por maus tratos e também por estupro, em razão de ser o responsável pela melhor e ter autorizado o namoro da filha.

O pai e o namorado de uma adolescente, de 13 anos, foram presos pela Polícia Judiciária Civil, na terça-feira (22.05), no município de Confresa (1.160 km a Nordeste). O namorado da vítima, J.L.S., 19, é acusado de estupro de vulnerável e o pai da menor, J.M.S., 43 também responderá por participação no estupro e por maus-tratos

As diligências iniciaram após o pai da vítima comparecer na Delegacia de Polícia de Confresa acompanhado da filha, para registrar um boletim de ocorrência contra o namorado da menor, por ter mantido relação sexual com ela. Diante da confirmação dos fatos pela adolescente, os investigadores foram até a residência do jovem, em uma chácara na zona rural do município, onde ele foi detido.

Porém durante as investigações foi constatado que o relacionamento amoroso entre a menor e o jovem, começou há cerca de dez dias com o consentimento do pai. Com o namoro autorizado, o suspeito aproveitou a oportunidade para manter relação sexual com a adolescente.

Conforme o delegado de polícia, André Rigonato, a vítima foi encaminhada para exame de corpo de delito, o qual constatou o estupro. Durante o exame o médico legista percebeu alguns ferimentos no corpo da menor. Questionada, a menor revelou que o ferimento foi causado pelo pai depois de tomar conhecimento da relação sexual.

“Revoltado com a situação, o pai bateu na filha com um fio de energia resultado em vários hematomas pelo seu corpo, e ainda a expulsou de casa”, contou o delegado de polícia.

Com receio de ser denunciado pelas agressões físicas causadas na filha, o pai decidiu registrar a ocorrência de estupro, com intuito de se eximir da culpa pelos hematomas causados na menor.

Diante das evidências, o pai da menor foi preso em flagrante por maus tratos e também por estupro, em razão de ser o responsável pela melhor e ter autorizado o namoro da filha.

Após os interrogatórios, os acusados foram transferidos para Cadeia Pública de Porto Alegre do Norte, ficando à disposição da Justiça.

Jornalista Renato Pantanal

Jornalista e redator

You May Also Like

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *