Por greve dos caminhoneiros, MT tem fila em postos de combustíveis e suspensão de coleta de lixo e transporte escolar

Em Primavera do Leste e em Sinop, a 239 km e 503 km de Cuiabá, por exemplo, motoristas estão enfrentando filas para abastecer os veículos.

A greve dos caminhoneiros e a previsão de acabar o estoque de combustíveis nos postos afetaram vários setores em Mato Grosso. Em Primavera do Leste e em Sinop, a 239 km e 503 km de Cuiabá, por exemplo, motoristas estão enfrentando filas para abastecer os veículos, nesta quarta-feira (23). No estado, estão bloqueados trechos das BRs 070, 364, 163, 158 e 174 e da MT-358.

Em um posto de Primavera do Leste, o gerente estima que o estoque vai durar até as 20h desta quarta-feira. O estabelecimento está lotado de veículos.

Coleta de lixo prejudicada

Em Sinop, a coleta de lixo também foi prejudicada em alguns bairros. A prefeitura informou que, por causa dos bloqueios dos caminhoneiros, os caminhões da empresa que faz o transporte do lixo coletado para o aterro no Distrito de Primaverinha ficam impedidos de trafegar pela rodovia.

“O lixo coletado não pode ser descartado em qualquer área e tem permanecido nos caminhões, que aguardam a liberação das estradas para o transporte até local adequado”, diz a administração municipal.
Sem transporte escolar

O transporte escolar nos municípios de Primavera do Leste e Tangará da Serra, a 242 km de Cuiabá, também foi afetado.

Em Primavera do Leste, os ônibus que transportam alunos dos bairros Primavera III, Guterres e Tuiuiú, e o microônibus escolar que transporta professores do Centro da cidade para a região do Primavera III, já não circularam nesta quarta-feira.

Conforme a Secretaria Municipal de Educação, foi necessária a suspensão do transporte escolar que atende alunos da cidade, porque os postos que fornecem combustível para o município informaram que o estoque está chegando ao fim.

Já em Tangará da Serra, segundo a Secretaria Municipal de Educação e Cultura, a suspensão começa nesta quinta-feira (24), por causa da falta de combustíveis em decorrência da paralisação nas rodovias.
No entanto, disse em nota que é solidária à manifestação que visa combater a elevação exagerada nos preços dos combustíveis no Brasil. “Informamos ainda que assim que a situação for normalizada, o transporte dos alunos das redes municipal e estadual de ensino será retomado imediatamente”, afirma o secretário de Educação do município, Adriano Alves Fernandes.

Jornalista Renato Pantanal

Jornalista e redator

You May Also Like

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *