No 2º dia de protesto, motorista bloqueiam 13 trechos de rodovias em MT contra aumento de combustíveis

Manifestações ocorrem nos trechos de quatro rodovias federais que cortam o estado. Passagem de carros de passeio e ambulância está liberada, segundo a concessionária.

 Treze pontos de protesto foram registrados nesta terça-feira (22), segundo dia de manifestaçãode caminhoneiros nas rodovias federais em Mato Grosso. O protesto começou na segunda-feira (21)contra o reajuste no preço do combustível anunciado pela Petrobrás.

Foram registrados bloqueios em Cuiabá, Sinop, Primavera do Leste, Campo Verde, Sapezal, Comodoro, Rondonópolis, Nova Mutum e Tangará da Serra.

Confira os locais onde há protestos:
Primavera do Leste, BR-070 no km 282

Campo Verde, BR-070 no km 383

Cuiabá, BR-070 no km 504

Cuiabá, BR-364 no km 398

Sapezal, BR-364 no km 1.120

Sinop, BR-163 no km 821

Sinop, BR-163 no km 854

Comodoro, BR-174 no km 488

Rondonópolis, BR-364 no km 200

Nova Mutum, BR-163 no km 593

Lucas do Rio Verde, BR-163 no km 686

Diamantino, BR-164 no km 614

Barra do Garças, BR-070 no km 05

Também há manifestação na MT-358 em Tangará da Serra, a 242 km de Cuiabá.

Segundo a concessionária que administra a rodovia, Rota do Oeste, em todos os pontos está liberada a passagem de veículos de passeio, ambulâncias e veículos de carga viva e perecíveis.

Em nota, o Sindicato das Empresas de Transporte de Cargas de Mato Grosso (Sindmat) disse que a paralisação foi convocada pela (Confederação Nacional dos Transportadores Autônomos (CNTA) contra a política de reajuste de combustível da Petrobras, que, segundo a entidade, “é abusiva e prejudica toda a sociedade”.

Jornalista Renato Pantanal

Jornalista e redator

You May Also Like

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *