Ex-presidiários que usavam atestados falsos para progressão de regime são alvos de operação em MT e no RJ

Ex-assessor da 2ª Vara Criminal de Cuiabá é um dos alvos da polícia. Operação ocorre em Cuiabá, Várzea Grande, Rondonópolis e Rio de Janeiro.

Um esquema de fraudes em processos de progressão de regime de presos é alvo da operação ‘Regressus’, deflagrada nesta quarta-feira (25), pela Polícia Civil de Mato Grosso, com apoio do Tribunal de Justiça e o Ministério Público.

A operação cumpre três mandados de prisão preventiva e 19 ordens de busca e apreensão nas cidades de Cuiabá, Várzea Grande, Rondonópolis e Rio de Janeiro.

Os alvos com prisões expedidas pela Vara do Crime Organizado (7ª Vara) são dois criminosos, ex-presidiários notoriamente conhecidos, com vasta condenação penal, que teriam por meios fraudulentos progredidos de regime. O terceiro é um ex-assessor da 2ª Vara Criminal de Cuiabá – Vara de Execuções Penais.

A investigação é coordenada pela Gerência de Combate ao Crime Organizado e teve a cooperação da Subsecretaria de Inteligência do Estado do Rio de Janeiro e a Secretaria de Estado de Justiça e Direitos Humanos (Sejudh).

A investigação é sedimentada em três inquéritos instaurados na Gerência de Combate ao Crime Organizado (GCCO), que apuram fraudes processuais para obtenção de progressão de regime, peculato e também lavagem de capitais de presidiários que progrediram usando documentos falsos.

Jornalista Renato Pantanal

Jornalista e redator

You May Also Like

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *