Forças de Segurança cumprem 13 mandados no combate à facções criminosas

 Forças de Segurança cumprem 13 mandados no combate à facções criminosas

Treze mandados de busca e apreensão são cumpridos na manhã desta terça-feira (24.04), em continuidade ao trabalho de repressão a facções criminosas.  As ordens,  expedidas pela Vara do Crime Organizado (7ª Vara), são executadas no âmbito da operação “Panóptico Integrada – Fase 2”, pela Polícia Judiciária Civil, Polícia Militar e Polícia Federal, sob a coordenação da Secretaria de Estado de Segurança Pública.

O resultado e outros detalhes da operação serão apresentados em coletiva de imprensa, às 9 horas, na sala multiuso da Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp), com as autoridades representantes das forças policiais envolvidas na ação.

Os mandados foram representados pela Gerência de Combate ao Crime Organizado (GCCO) para buscas e apreensões de materiais probatórios, com foco a fortalecer investigações desenvolvidas na unidade, referente a atuação de integrantes de organização criminosa, liderados por faccionados recolhidos em unidades prisionais de Mato Grosso.

A ordens judiciais são cumpridas em endereços residenciais nos bairros CPA (setores I, II, III e IV), Jardim Umuarama, Jardim Brasil, Altos da Serra, Jardim Florianópolis e Jardim Milênio, todos localizados em Cuiabá.

A operação de caráter preventivo objetiva coletar dados sobre a facção criminosa que atua dentro e fora dos presídios, na prática de diversos crimes como tráfico de drogas, atentados a membros e órgãos públicos, crimes patrimoniais (roubos e furtos em residências, comércios e veículos), homicídios, explosão de caixas eletrônicos e outros.

Conforme  o secretário de Segurança Pública, Gustavo Francisco Garcia, a ação mais uma vez demonstra a união e os esforços dos órgãos estaduais e agora com reforço federal no combate ao crime organizado.

“Estamos potencializando  nossas forças operacionais, incluindo todo o sistema de segurança pública estadual, sistema penitenciário, o Ministério Público, o Poder Judiciário, e agora a Polícia Federal,  para trabalhos conjuntos em resposta as ações da criminalidade organizada”, afirmou.

Nome

Panóptico – significa construção, cuja estrutura faz com que se consiga observar a totalidade da sua superfície interior a partir de um único ponto. O termo foi utilizado pelo filósofo e jurista inglês Jeremy Benthan em 1785, para designar um modelo de penitenciária ideal.

Jornalista Renato Pantanal

Jornalista e redator

You May Also Like

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *