Após chuvas fortes, barragens se rompem e duas crianças morrem em Paragominas

Após chuvas fortes, barragens se rompem e duas crianças morrem em Paragominas

A prefeitura de Paragominas, no Pará, decretou estado de calamidade pública por causa dos danos causados pelas fortes chuvas, enxurradas e alagamentos que atingiram o município desde a madrugada de ontem (12). Duas crianças morreram. O rompimento de pelo menos três barragens na região contribuiu para o aumento do volume de água. O nível do Rio Uraim, o principal do município, se elevou em 4 metros.

Casas foram atingidas pelas águas em 14 bairros da cidade, mais de 350 famílias foram afetadas e aproximadamente 100 estão desabrigadas. A enxurrada também rompeu a rodovia PA-256, exatamente no trecho que havia sido recuperado e liberado para o trânsito no início desta semana pelo governo estadual. Várias rodovias do estado tiveram problemas por causa da chuva.

Segundo a prefeitura, as chuvas já diminuíram hoje (13) e o nível do rio está baixando.

Rompimento de barragens

Ontem (12), equipes da prefeitura fizeram um sobrevoo pela cidade e detectaram o rompimento de pelo menos três barragens de rio em propriedades particulares usadas, por exemplo, para criação de peixes.

A Secretaria de Meio Ambiente de Paragominas está fazendo um levantamento sobre a situação dessas barragens para confirmar quantas se romperam e avaliar se ainda existe risco.

O governo do estado e o Ministério Público do Pará também acompanham a situação.

Assistência à população

A prefeitura de Paragominas disponibilizou pontos de abrigo na cidade, nas escolas Maria da Silva Nunes, Salmonozor Brasil, Reginaldo Souza Lima, Amilcar B. Tocantins e Sonia M Terzella; no Centro de Referência da Assistência Social (CRAS) Camboatã; e no Ginásio de Esportes. As pessoas que tiveram suas casas invadidas pela água da chuva podem se dirigir a esses locais.

A Secretaria de Assistência Social também está realizando o cadastro das famílias atingidas para que possam receber benefícios do governo ou doações. O atendimento é feito na sede da secretaria e nos CRAS Morada do Sol (Casequinha), Jaderlândia e Camboatã.

Segundo a Defesa Civil do estado, 21 municípios registram situação de emergência por causa das chuvas no Pará. A situação persiste desde o mês de dezembro, quando foram registrados alagamentos, enxurradas e inundações.

Jornalista Renato Pantanal

Jornalista e redator

You May Also Like

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *