Presidente de casa espírita é baleado e a mulher dele assassinada em MT

Polícia ainda não tem detalhes sobre o crime e ninguém foi preso. Casal estava em carro e chegava em casa quando foram surpreendidos pelos disparos.

Uma mulher foi assassinada e o marido dela foi baleado na noite dessa quarta-feira (4) em Campo Verde, a 139 km de Cuiabá. De acordo com a Polícia Civil, Maria Aparecida Guimarães da Silva, de 57 anos, morreu no local.

O marido dela, Dirceu Belarmino Pereira, de 53 anos, é presidente da Associação Espírita Lar Maria de Lourdes, em Campo Verde.
Segundo a Polícia Civil, o crime ocorreu no Bairro Recanto do Bosque 1, por volta de 22h (horário de Mato Grosso). O casal estava em um carro e chegava em casa no momento em que ocorreu o ataque.

Uma pessoa armada se aproximou das vítimas e fez vários disparos. Dirceu foi socorrido para um hospital da cidade e depois foi encaminhado para Cuiabá. Ele foi atingido por três tiros no tórax e um disparo de raspão no pescoço.

Os vizinhos disseram à Polícia Civil que ouviram, pelo menos, seis disparos. No entanto, as testemunhas não souberam dar detalhes sobre o atirador. Nenhuma pessoa foi presa ou identificada até a manhã desta quinta-feira (5).

Nas redes sociais, a Associação Espírita Lar Maria de Lourdes lamentou o ocorrido e disse que Maria Aparecida era uma ‘voluntária incansável’ no centro religioso.

“[…] Orem pela alma de Cida e por sua família – que experimenta sentimento angustiante de perda, pelo Dirceu e por todos que sofrem com esta tragédia. Que toda a revolta, raiva e sentimento de injustiça humana que possam existir em nós deem lugar a preces, consolo, esperança e confiança na Justiça Divina”, declarou a associação em uma postagem.

O corpo de Maria Aparecida será velado no Lar Maria de Lourdes.

Jornalista Renato Pantanal

Jornalista e redator

You May Also Like

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *