Vasco vence o Fluminense no fim e decide o Carioca com o Botafogo

Com gol aos 50, Vasco vence Flu e faz 3ª final com Botafogo em 4 anos

No Maracanã, o Vasco encarou o Fluminense nesta quinta-feira, venceu de forma heroica por 3 a 2, e se classificou para a grande decisão do Campeonato Carioca diante do Botafogo.

Após ótimo primeiro tempo do Fluminense, o time de Abel Braga acabou saindo em desvantagem após o gol de Giovanni Augusto, contando com grande jogada de Yago Pikachu.

Os mandantes reagiram e buscaram o empate com Pedro, jovem atacante que chegou à artilharia do Carioca, completando cruzamento de Gilberto, ex-Vasco.

Na segunda etapa, o Fluminense ficou em vantagem após cobrança de falta de Sornoza, que contou com o vacilo da barreira vascaína.

Paulinho, joia do Vasco, acertou ótima finalização e igualou o marcador. Nos últimos minutos, aos 49, Fabrício acertou lindo chute cruzado, e colocou o time de Zé Ricardo na frente e garantiu o Vasco da Gama na final. Muita emoção no Maracanã.

Agora, o Vasco encara o Botafogo, no próximo domingo (01), na primeira partida da decisão do Campeonato Carioca.

O jogo

O clássico começou com o Vasco tendo mais posse de bola, mas com dificuldade em criar boas chances de gol. Os cruz-maltinos tentavam os chutes de fora da área, mas sem perigo. O Fluminense sofria com a marcação vascaína, mas teve a primeira boa oportunidade de abrir o placar, aos seis minutos. Ayrton Lucas tentou surpreender Martín Silva ao finalizar de fora da área com a perna direita e obrigou o goleiro a fazer boa defesa.

O panorama da partida não mudou até a parada técnica. O Vasco buscava mais o ataque, mas errava as finalizações. O Fluminense tentava a ligação direta por conta da marcação cruzmaltina, sem qualquer sucesso.

No retorno da partida, o Vasco veio mais ligado e chegou ao gol aos 26 minutos. Yago Pikachu fez grande jogada pela esquerda, colocando a bola por baixo das pernas de Richard, e cruzou rasteiro. A zaga cortou mal e deu no pé de Giovanni Augusto, que chutou sem chance para Julio Cesar.

O revés foi sentido pelos tricolores, que viram o Vasco crescer na partida. No entanto, os cruzmaltinos não souberam traduzir o domínio em gol. Aos poucos, o Fluminense conseguiu trocar passes e chegou ao empate aos 38 minutos. Gilberto foi lançado pela direita e cruzou para Pedro finalizar para a rede.

O gol deu tranquilidade ao Fluminense nos minutos finais. Os tricolores conseguiram ter mais posse de bola e impediram que o Vasco pressionasse antes do intervalo. Os cruz-maltinos seguiram em busca do gol, mas sem qualquer organização. Com isso, o clássico terminou empatado ao fim do primeiro tempo.

No segundo tempo, o Fluminense aproveitou bobeada do Vasco para virar o jogo. Logo aos três minutos, Sornoza cobrou falta, viu a bola passar no meio da barreira, bater na trave e ir para a rede.

O revés fez o Vasco partir para cima em busca do empate. No entanto, os cruzmaltinos erravam muitos passes e proporcionavam os contra-ataques ao Fluminense. Os tricolores tiveram chance de ampliar aos dez minutos. Sornoza recebeu passe na entrada da área e chutou colocado muito próximo do gol.

O Vasco continuava muito desorganizado em campo e via o Fluminense dominar o clássico. Somente aos 19 minutos, os cruz-maltinos assustaram em chute de Andrés Rios que obrigou Julio Cesar a defender em dois tempos.

Depois da parada técnica, os vascaínos voltaram melhores e não demoraram para empatar o clássico. Aos 24 minutos, Paulinho tabelou com Wellington e finalizou com categoria, sem chance para Julio Cesar.

A igualdade no placar fez o Vasco buscar ainda mais o ataque. No entanto, quem assustou foi o Fluminense, aos 32 minutos. Após falta cobrada na área, Ibañez cabeceou muito perto da trave de Martín Silva.

Nos minutos finais, o jogo ganhou em emoção. Aos 40, Pablo Dyego chutou cruzado e obrigou Martín Silva a fazer grande defesa. A resposta do Vasco veio em seguida, em finalização de Paulinho que parou em boa defesa de Julio Cesar.

Quando parecia que os tricolores conseguiram a classificação, os cruzmaltinos chegaram ao gol no último minuto. Após falta cobrada para frente, a bola chegou em Fabrício. O lateral levou a melhor sobre Gum e chutou cruzado para a rede e decretou a vaga na final para os vascaínos.

FICHA TÉCNICA:
FLUMINENSE 2 X 3 VASCO

Local: Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)
Data: 29 de março de 2018 (Quinta-feira)
Horário: 21h(de Brasília)
Árbitro: Rodrigo Nunes de Sá (RJ)
Assistentes: Silbert Faria Sisquim (RJ) e Jackson Lourenço Massara dos Santos (RJ)
Renda: R$ 580.325,00
Público: 18.999 pagantes
Cartões amarelos: Renato Chaves, Ibañez, Richard, Pablo Dyego e Marcos Júnior (Fluminense); Rafael Galhardo, Fabrício, Wellington, Erazo, Riascos, Martín Silva e Paulão (Vasco)
GOLS FLUMINENSE: Pedro, aos 38min do primeiro tempo; Sornoza, aos 3min do segundo tempo
VASCO: Giovanni Augusto, aos 26min do primeiro tempo; Paulinho, aos 24min do segundo tempo; Fabrício, aos 49min do segundo tempo

FLUMINENSE: Júlio César, Renato Chaves, Gum e Ibañez; Gilberto, Richard, Jadson, Junior Sornoza (Douglas) e Ayrton Lucas; Marcos Júnior (Marlon) e Pedro (Pablo Dyego). Técnico: Abel Braga

VASCO: Martín Silva, Rafael Galhardo (Andrés Rios), Paulão (Thiago Galhardo), Frickson Erazo e Fabrício; Leandro Desábato, Wellington, Yago Pikachu, Wagner (Paulinho) e Giovanni Augusto; Duvier Riascos Técnico: Zé Ricardo

Jornalista Renato Pantanal

Jornalista e redator

You May Also Like

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *