Jornalista R. Pantanal 27 de novembro de 2017

Pedaços da roupa que a professora usava no dia em que foi atropelada foram encontrados no carro do suspeito. Vítima teve traumatismo craniano e foi encontrada desacordada em rodovia.

Um homem de 43 anos foi preso suspeito de ter atropelado a professora Mônica Alencar Miranda, de 33 anos, na BR-070, em Barra do Garças, a 516 km de Cuiabá. De acordo com a Polícia Militar, o atropelamento ocorreu no dia 19 deste mês e o suspeito foi preso na sexta-feira (24).

Mônica Alencar Miranda foi encontrada desmaiada às margens da rodovia, depois de ir a um show com as amigas em Barra do Garças. Ela é professora na rede municipal de educação em Barra do Garças. Segundo a PM, Mônica apresentava graves ferimentos na cabeça e, posteriormente, foi descoberto que ela sofreu traumatismo craniano.

O suspeito, que não teve o nome divulgado, foi encontrado em uma casa, no Bairro Palmares, em Barra do Garças. A prisão foi uma ação integrada entre a PM e a Polícia Civil.
Profissionais da Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec) analisaram o carro do morador. Ainda conforme a PM, foi possível encontrar pedaços da roupa que a professora usava no dia em que ela foi atropelada.
Mônica teve traumatismo craniano e ficou internada em estado grave em uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Pronto-Socorro de Barra do Garças.

Leave a comment.

Your email address will not be published. Required fields are marked*