Jornalista R. Pantanal 7 de novembro de 2017

Casal estava em processo se separação e vítima já havia começado outro relacionamento. Ex confessou que matou a vítima usando um machado.

Uma mulher de 33 anos foi assassinada com um golpe de machado nessa segunda-feira (6) no Assentamento Renascer, em São José do Povo, a 268 km de Cuiabá. Segundo a Polícia Civil, Rosimere dos Santos e ex-marido, João Pereira de Almeida, de 39 anos, estavam em processo de separação. Rosimere já teria começado outro relacionamento e avisou João que levaria o filho deles, de 6 anos, embora com ela. João disse à polícia que ficou indignado e a atingiu com o machado.

De acordo com a Polícia Civil, o crime ocorreu no início da tarde na casa da vítima. Os dois trabalhavam como lavradores no acampamento rural. João chegou a sair do local em uma motocicleta e tentou fugir, mas decidiu no final da tarde do mesmo dia ir até a delegacia da Polícia Civil em Rondonópolis, a 218 km de Cuiabá.

“O ex-companheiro da vítima, que está em processo de separação, no clamor de uma discussão, se armou com um machado, e deu um golpe [na cabeça da mulher] vindo a matar a ex-companheira. Ele se apresentou na delegacia”, disse o delegado Lucídio Rondon.

O filho do casal, de 6 anos, não presenciou o crime e estaria na casa de um vizinho no momento em que Rosimere foi assassinada pelo ex-marido.

“Pelo depoimento [dele], ela já estava em um novo relacionamento durante a separação. Ela falou que levaria o filho e ele se indignou, deu um golpe de machado na cabeça dela”, informou o delegado. A vítima também tinha uma filha de outro relacionamento.

Conforme a Polícia Civil, João vai responder pelo crime de feminicídio, ao qual foi autuado. Ele deve passar por audiência de custódia nesta terça-feira (7). Se a justiça manter a prisão do suspeito, o ex-marido será encaminhado para a Penitenciária Major Eldo Sá Corrêa, a Mata Grande, em Rondonópolis.

Mortes de mulheres

Segundo o 11ª Anuário Brasileiro de Segurança Pública, elaborado pelo Fórum Brasileiro de Segurança Público, em 2016, Mato Grosso apresentou 97 casos desse tipo contra mulheres – que incluem homicídio com a intenção de matar, roubo seguido de morte e lesão corporal seguida de morte – contra 126 casos registrados em 2015. A maior redução ocorreu em Rondônia, com a queda de 33,9% nos crimes violentos letais intencionais.

Leave a comment.

Your email address will not be published. Required fields are marked*